O presidente norte-americano, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, realizarão juntos uma cúpula em Singapura para tratar aspectos de suas políticas, principalmente no que diz respeito [VIDEO] à economia e à questão nuclear por parte da península coreana, além de demais acordos que devem ser tratados em pauta [VIDEO]. Entre eles, por exemplo, está o decreto de paz entre as Coreias [VIDEO].

O encontro histórico entre os dois líderes até agora tem sido amistoso, e as expectativas são as melhores possíveis, ao menos por parte da grande mídia, no entanto, os assuntos são muito delicados e vão além do marketing que os dois líderes vem apresentando.

Ambos apertaram a mão do premiê Singapuriano, Lee Loong. O Secretário dos EUA, Mike Pompeo, por sua vez detalhou momento.

Tanto Donald Trump como Kim Jong-un estiveram hoje (11) na cidade-Estado insular tendo Lee como intermediador entre os líderes, porém, o encontro entre os dois está marcado para a noite desta terça-feira (12) e se tudo ocorrer conforme o planejado ambos devem negociar a desnuclearização, com os EUA oferecendo investimentos e oportunidade comercial. A paz entre as Coreias também deve depender dos EUA.

Secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, dá parecer sobre o encontro entre Trump e Kim

Ainda nesta segunda-feira (11), o Secretário de Estado dos EUA Mike Pompeo concedeu uma entrevista a jornalistas na cúpula em Singapura, onde foi inevitável falar sobre os temas já citados aqui.

Pompeo disse que a reunião entre Trump e Kim será muito importante para o mundo inteiro.

"[...] Procuramos por diplomacia com a Coreia do norte e isto não mudou", disse Mike Pompeo, declarando ser este o objetivo principal.

Negociação entre Donald Trump e Kim Jong-un contará com tréguas e troca de 'favores' com toma lá dá cá

O interesse dos EUA, segundo Mike Pompeo, é a desnuclearização, e disto os EUA não vão abrir mão de jeito nenhum. Várias vezes as armas nucleares foram citadas, principalmente no começo das declarações do Secretário. Neste contraste, Kim Jong-Un conseguiu chamar a atenção para si onde em troca, deve receber 'favores' dos Estados Unidos e mais alguns dólares, o que deve ocorrer sem maiores problemas.

Mike ainda destacou que, caso a diplomacia não esteja se movendo na direção certa (o qual todos esperamos que esteja, pontuou), "as medidas poderão aumentar"; referindo-se ao acordo no que diz respeito à total eliminação das armas nucleares por parte da Coreia do Norte.

Em sua conta oficial no Twitter, Trump agradeceu: "Obrigado Primeiro Ministro Lee Hsien Loong!"