A situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Lula [VIDEO], no Brasil, onde permanece preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, tem repercussão na comunidade mundial. Pedro Sánchez, novo primeiro-ministro da Espanha, já se manifestou oficialmente apoiando o líder da esquerda brasileira.

Sánchez se tornou o novo premiê espanhol por conta da deposição nesta sexta-feira, 1, de Mariano Rajoy, envolvido em escândalos de corrupção. O apoio a Lula por parte de Sánchez ficou mais notório durante o ano de 2015, quando ele esteve em visita no Brasil e destacou que o petista era "referência da boa política e da política global".

"Lula retirou o Brasil da difícil situação econômica e deu oportunidade às pessoas que nunca haviam tido oportunidade", resumiu na ocasião.

Assim que Sánchez tomou posse no novo cargo na Espanha, viralizou no Brasil uma foto em que ele segura um cartaz com a mensagem "Lula [VIDEO] Livre". Esse termo tem sido usado rotineiramente pelos defensores e apoiadores de Lula desde a sua prisão em 7 de abril, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex, no Guarujá, em São Paulo, dentro das investigações e punições da Operação Lava-Jato.