Anúncio
Anúncio

O jornalista e apresentador José Luiz Datena, 61 anos, pode desistir de sua candidatura ao cargo de senador pelo estado de São Paulo, poucos dias após ter confirmado sua participação no pleito eleitoral, pelo partido Democratas (DEM). O partido pretende fechar coligação com o PSDB, que terá o ex-prefeito da cidade de São Paulo, João Doria, como candidato ao governo do Estado, além do PSDB e do partido Democratas comporão a coligação, o PSD, o PTC e o PRB.

José Luiz Datena, filiado no DEM, desde abril do presente ano é a grande aposta do partido para garantir uma cadeira no Senado Federal, bem como para angariar votos aos demais candidatos do partido que concorrerão a outros cargos, tais como deputado federal e estadual.

Anúncio

Na última pesquisa de intenção de votos realizada pelo Ibope, em maio, no estado de São Paulo, o nome do apresentador e jornalista lidera a corrida pelo senado com 33%, seguido por Eduardo Suplicy, que tenta voltar ao Senado, após 4 anos.

A pesquisa foi registrada junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o protocolo SP-02654/2018 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob protocolo BR-00314/2018.

Confira à lista completa de intenção de votos para o cargo de senador pelo estado de São Paulo: José Luiz Datena (DEM) 33%; Eduardo Suplicy (PT) 32%; Marta Suplicy (MDB) 25%; Marco Feliciano (PSC) 14%; Aloysio Nunes (PSDB) 11%; José Aníbal (PSDB) 6%; Jilmar Tatto (PT) 4%; brancos e nulos 46% e não sabem ou não quiseram responder 11%.

Anúncio

Os motivos que podem tirar Datena do pleito eleitoral

Segundo a Folha de São Paulo, Datena vem sofrendo pressão da família que está descontente com a decisão do patriarca.

Em entrevista ao jornal, Datena revelou que a esposa, Matilde Foresto Datena, com quem é casado há 3 décadas, tem chorado muito e perdido o sono desde o anúncio de sua candidatura.

Segundo o jornal, os filhos também querem que Datena desista da carreira política. O filho Joel, também apresentador, e Vicente são os mais preocupados com a entrada do pai no cenário político nacional.

Em entrevista concedida ao jornal Folha de São Paulo, José Luiz Datena citou o ex-presidente do Superior Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, ao afirmar que poderia "joaquinizar", uma alusão ao ex-presidente que teve o nome muito cogitado para candidatura à presidência pelo PSB, mas anunciou que não concorreria ao cargo.

Anúncio

Entretanto, Datena afirma que é pré-candidato e que reavalia a cada dia a decisão de ser continuar na disputa ou se atende aos pedidos da família e desiste do pleito eleitoral.

Caso o fato se confirme, será a segunda vez que Datena desistirá de concorrer a um cargo eletivo. A primeira, ocorreu em 2016, quando o apresentador se desligou do PT para se filiar ao PP com o intuito de ser o candidato a prefeito pelo partido, no entanto dias após a filiação, Datena em seu programa na rádio Bradesco Esportes FM anunciou a desistência.