Natural de Mogi das Cruzes e um dos fundadores do PT (Partido dos Trabalhadores) [VIDEO], o jurista Hélio Bicudo veio a falecer na manhã do último dia deste mês, nesta terça-feira (31), por conta de complicações cardíacas. O incidente aconteceu enquanto [VIDEO] Hélio Bicudo estava em sua casa, em um bairro nobre de São Paulo, nos Jardins. Segundo informações da Agência Brasil e outros órgãos de comunicação [VIDEO], a família do falecido ainda não divulgou o local do velório. Bicudo, um dos fundadores do PT e autor do Impeachment de Dilma, ao lado de Janaína Paschoal e Reale Jr, em 2016, deixa filhos, netos e bisnetos.

Além de ser um dos fundadores do PT, Hélio Bicudo ficou também muito conhecido pela autoria do impeachment de Dilma Rousseff no ano de 2016 ao lado da advogada Janaína Paschoal, tendo a mesma como uma condutora de todo o processo que envolvia o impedimento da petista.

Histórico no ativismo pela área de direitos humanos e vida política

Bicudo já foi ativista nos direitos humanos, área esta em que trabalhava. Hélio ficou muito conhecido tendo combatido o chamado "Esquadrão da morte", uma organização que surgiu na década de 60, onde era considerada paramilitar, ou seja, associações civis e armadas. A organização do Esquadrão perseguia e matava criminosos considerados perigosos para a sociedade. O jurista foi notável no combate a esse grupo misto.

Tempos depois, o combate ao "Esquadrão" lhe rendeu o posto de presidente da Fundação Interamericana de Defesa dos Direitos Humanos.

O jurista não só foi da área do Direito como também se aventurou na política, seus históricos apontam que entre os anos de 1991 e 1999 o mesmo foi deputado federal. Já nos anos de 2001 a 2005 foi vice-prefeito na gestão de Marta Suplicy, sendo esta também, à época, filiada ao PT.

Renúncia ao PT, e últimas atividades notáveis de Hélio Bicudo no impeachment

Já no ano de 2005 o jurista acabou deixando o PT (Partido dos Trabalhadores), anunciando sua desfiliação. Hélio Bicudo decidiu sair do partido por conta de investigações na época, o famoso mensalão.

Entre uma das últimas notáveis atividades de Hélio Bicudo estão o impeachment da ex-presidente Dilma, feita com o jurista Miguel Reale Júnior e Janaína Paschoal. O processo legal e constitucional rendeu positivamente aos esforços do jurista. Na época, Rousseff foi cassada sob alegação de pedaladas fiscais e por créditos suplementares sem a autorização legislativa.