O ator Global, Marcos Palmeira, 54 anos, ganha força dentro do partido Rede para compor chapa com a presidenciável Marina Silva. A informação foi confirmada pelo porta-voz do partido, Pedro Ivo Batista, após Miro Teixeira, deputado federal, desistir do cargo de vice-presidente para disputar uma vaga no Senado Federal.

No entanto, segundo o porta-voz, o ator ainda não foi consultado sobre a possibilidade. Marcos Palmeira é filiado ao partido e tem laços estreitados com a ex-senadora Marina Silva, assim como ela, o ator é militante defensor das causas ambientais.

Publicidade
Publicidade

Em recente comentário à imprensa, quando questionada sobre possíveis alianças partidárias, a presidenciável Marina Silva disse que o partido tem bons nomes em seu quadro de filiados, entretanto ao mencionar os nomes ela deixou o nome de Marcos Palmeira de fora.

Entretanto, o porta-voz da Rede ressalta que o bom relacionamento entre Marina Silva e Marcos Palmeira pode acabar em uma chapa forte para disputa do pleito que se aproxima. O ator é apoiador declarado da ex-senadora desde 2010, ano em que ela disputou a eleição presidencial pela primeira vez.

O partido deve confirmar um dos seus filiados como vice de Marina Silva

O partido também estuda os nomes de Eduardo Bandeira Mello, presidente do Flamengo, e o do economista Ricardo Paes de Barros, um dos pilares do programa Bolsa Família do governo do PT.

Em resposta à pergunta feita por um jornalista, Pedro Ivo Batista disse não saber se há alguma cláusula contratual entre a Rede Globo e o ator que impedisse a candidatura do global. Membros da Rede afirmam desconhecer a possibilidade de Marina compor chapa com o artista.

Publicidade

Atualmente, Marcos Palmeira integra o elenco do longa de ação Intervenção, filme dirigido por Caio Cobra e roteiro de Rodrigo Pimentel, autor dos livros Elite da Tropa 1 e 2, que inspiraram o filme Tropa de Elite, sucesso nacional, dirigido por José Padilha. Palmeira interpreta um militar.

A Rede ainda tenta viabilizar possíveis alianças para o fortalecimento da candidatura da ex-senadora para a Presidência da República. O partido está em contato permanente com o Pros, que já sugeriu o nome do ex-deputado Maurício Rands como vice na chapa.

O PHS é outro partido que negocia uma coligação, o nome do advogado criminalista Castellar Modesto foi colocado à disposição da ex-senadora.

A Rede também monitora o PMN e o Podemos, ademais, nesta quinta-feira (26), José Luiz Penna, presidente do PV se encontrou com a pré-candidata Marina, em São Paulo, no entanto as conversas não avançaram.

O período para registro das candidaturas para as Eleições de 2018 se encerra no dia 15 de agosto.

Leia tudo