Janaína Paschoal, professora de Direito da Universidade de São Paulo (USP) e advogada penalista, conhecida como redatora do parecer que desencadeou o processo que deflagrou o impeachment de Dilma Rousseff, em 2016, pode ser a indicada por Jair Bolsonaro [VIDEO] a vice para campanha presidencial. Segundo informações divulgadas na mídia, Janaína se vai se encontrar com o pré-candidato Jair Bolsonaro, neste sábado, para uma conversa, no Rio de Janeiro, será a primeira conversa pessoal de ambos, houve apenas um telefonema nesta quinta-feira, dia 19/07/2018. A reunião ocorrerá um dia antes da convenção do partido PSL, e se a conversa avançar para uma convergência política, Janaína Paschoal poderá ser indicada a vice-presidente na chapa de Bolsonaro.

Na tarde dessa sexta-feira (20/07/2018), Bolsonaro disse que ele e Janaína estão, por enquanto, 'namorando', dando a entender que ainda estão em conversa e negociações.

Jair Bolsonaro [VIDEO]destacou que Janaína é uma mulher que quer contribuir para a transformação do Brasil e que a advogado já deu sinal 'verde' para o candidato.

Bolsonaro confirmou que Janaína deve se encontrar com ele no sábado e que também estará na convenção do Partido PSL, no domingo, ocasião, em que pretende o deputado, lançar sua chapa a presidência tendo a advogada como vice. Bolsonaro chamou a chapa de "já-já".

Filiação e candidaturas: posturas de Janaína Paschoal nas eleições de 2018

Janaína Paschoal se filiou ao PSL em abril, data máxima permitida pela legislação eleitoral para filiação de futuros candidatos às Eleições desse ano.

Segundo noticiou a imprensa, a advogada e professora universitária desejava se candidatar a Assembleia do Estado de São Paulo, ou seja, ser deputada estadual. Inclusive, recusou um convite do Major Olímpio, presidente do PSL em São Paulo, que sugeriu uma candidatura dela ao governo do estado.

Segundo informações da imprensa, o presidente nacional do PSL, Gustavo Bebianno, chegou a conversar com Janaína Paschoal sobre a possibilidade dela encabeçar uma candidatura a vice na chapa do partido na eleição ao Planalto.

Bolsonaro: vamos avaliar as 'afinidades"

Segundo Jair Bolsonaro, nessa conversa com Janaína Paschoal, ele vai avaliar as afinidades que existem entre eles principalmente em relação a temas polêmicos, como a questão da redução da maioria penal e o porte de armas, temas que Jair Bolsonaro é ferrenho defensor.

Acrescentou o pré-candidato que 'não devemos errar' e seu objetivo é criar uma boa alternativa política, ou seja, construir uma candidatura diferente das que estão aí.