Após causar muito incômodo, desconforto e até mesmo confronto com os moradores locais, o número de manifestantes da vigília "Lula Livre", alojados em barracas ao redor da sede da PF (Polícia Federal) em Curitiba no estado do Paraná, diminuiu drasticamente em número, ficando em apenas 10% do total por dia, contrastando com o número de manifestantes que haviam por semana; antes, o número de manifestantes pró-Lula contava com cerca de 2000 pessoas por dia, já hoje conta com cerca de 200 manifestantes por semana, segundo o PT (Partido dos Trabalhadores).

Estima-se que já passaram pelo local cerca de 100 mil pessoas no entorno da Superintendência da PF.

A queda vertiginosa dada pelo atual momento político do país, e das crescentes derrotas de Lula na justiça, que selaram o efeito cascata na tentativa de soltar o ex-presidente da república, este, frustado, quanto à liberdade por meio de HC (habeas corpus) executada incansavelmente pela defesa; apesar disso, muitos ainda insistem, mas aos poucos vão recuando.

Condenado em 2 instâncias na operação Lava Jato sob ordem do juiz Sérgio Moro no caso do triplex no Guarujá, em SP, Lula segue preso em pena de 12 anos e 1 mês, estipulada pelos crimes de Corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Com diminuição do número de manifestantes da Vigília 'Lula Livre', em Curitiba, rotina da vizinhança deve voltar aos poucos à normalidade

Devido à diminuição drástica do número de manifestantes da vigília Pró-Lula, a rotina da vizinhança deve voltar ao normal em breve.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula Corrupção

Apesar disso, no começo foi difícil se acostumar com os manifestantes, já que os mesmos muitas vezes intimidavam aqueles que eram contrários ao movimento, em particular, os vizinhos, o que causou muito incômodo e confrontos desagradáveis.

A moradora e consultora de seguros, Vivian, então vizinha dos manifestantes, reclamou da vigília "Lula Livre", especialmente do seu direito de ir e vir. Afirmou ainda que ela é que se sentia refém do PT, em contraste ao que diziam de Lula, pois os mesmos afirmam que o petista é um "preso político".

Já Rosa, outra moradora local disse que apoia a vigília, e que, inclusive, auxilia as pessoas que participam do manifesto. Ela acredita que agora a situação está mais tranquila.

Apoio no grito e esvaziamento

Segundos informações, os manifestantes tem costumeiramente cumprimentado Lula da maneira que dá: aos gritos, dão bom dia, boa tarde e boa noite ao ex-presidente.

Com as chances da liberdade do petista por meio de HC praticamente nulas, os manifestantes devem, em breve, esvaziar as redondezas da Superintendência da Polícia Federal.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo