Não terminou nada bem a visita do ator Alexandre Frota à Câmara dos Vereadores de Sorocaba, ocorrida nesta quinta-feira (2). Enquanto discursava à respeito de um livro que abordava sobre dependência química, uma mulher que estava na plateia o chamou de estuprador.

O vídeo com a discussão pode ser visto abaixo:

Frota não gostou da ofensa e teve início uma discussão. As vereadoras Iara Bernardi (PT) e Fernanda Garcia (PSOL) se dirigiram até Rodrigo Manga (DEM) e pediram que ele solicitasse a retirada do ator do plenário.

Francisco França, outro vereador do PT, também acabou entrado na discussão e a sessão acabou sendo suspensa por dez minutos. Vale ressaltar que Frota nos últimos anos tem postado nas redes sociais vários vídeos em que faz duras críticas justamente ao Partido dos Trabalhadores.

O ator foi até a Câmara dos Vereadores atendendo a um convite de Rodrigo Manga, que afirmou que não irá tomar providência nenhum por conta do incidente e que a pessoas da plateia não deveriam ter reagido à presença de Frota.

“Uma situação lamentável essa que aconteceu”, disse o vereador.

A representante comercial Denise Camaro, que discutiu com Frota, disse que foi até a Câmara pedir explicações sobre a presença do ator no local. Ela afirmou não ter vínculo com partido algum e que foi até a Câmara com as melhores das intenções.

Já Alexandre Frota disse que não se assusta com esse tipo de confusão, a qual já está acostumado.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Eleições

Ele disse que foi até a Câmara falar de um assunto de interesse do Brasil e que foi atacado por uma militante. “Veio uma militante fazendo o papel dela, me atacar”, disse. “Respondi porque não vou ficar calado”.

A vereadora Iara Bernardi disse ao portal G1 que não concordou com a presença de Frota no plenário e por isso decidiu se retirar, mas retornou ao local ao ver a discussão através da TV Câmara.

Para ela, o ator deveria ter saído preso por conta das ofensas aos vereadores e disse que tomará as devidas providências.

Já seu companheiro de partido, o vereador Francisco França, afirmou ter sido uma surpresa a presença de Frota na Câmara e classificou a atitude de convidá-lo como “não pensada”.

O presidente da Câmara Municipal de Sorocaba emitiu uma nota oficial em que julgou o ocorrido como “lamentável” e disse que o caso foi um desrespeito, sobretudo às famílias que tem alguém sofrendo com vício de drogas que estavam acompanhado o pronunciamento.

O texto diz ainda que Manga conversará com os demais vereadores para discutir a necessidade de alguma intervenção legislativa.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo