A TV Bandeirantes ficou responsável pela organização e transmissão do primeiro debate político entre os 8 presidenciáveis nas Eleições deste ano, que deve ter início às 22 horas da noite desta quinta-feira (9). Dado o fato desse ser o primeiro debate, naturalmente, espera-se, também, uma grande audiência por parte dos telespectadores.

No estúdio, os presidenciáveis deverão apresentar suas propostas, o direito a réplica e tréplica, além do pedido de fala em caso de constrangimento que pode ser, ou não, negado; dentre os candidatos estão Álvaro Dias, Cabo Daciolo, Geraldo Alckmin, Marina Silva, Jair Bolsonaro, Guilherme Boulos, Henrique Meirelles e Ciro Gomes.

A transmissão da Band deve contar com a mediação do jornalista Ricardo Boechat. O programa em si deverá ser dividido em cinco blocos ao todo. Jornalistas da casa (Grupo Bandeirantes) e leitores do jornal Metro ficarão incumbidos de realizar as perguntas aos presidenciáveis.

Debate na Band deve oferecer oportunidades e poder de fala aos candidatos

Além das perguntas, réplica e tréplica, os candidatos também poderão se questionar entre si.

Segundo a Band, os candidatos terão direito até 64 confrontos diretos.

Já a ordem de quem realiza as perguntas deverá ser decidida por meio de sorteio.

Segundo o UOL (Universo Online), poderemos ter ao todo (pelo menos confirmadas até o momento) nove debates presidenciais programados só no primeiro turno. O que pode ser é um ponto positivo para que os eleitores possam conhecer melhor as propostas e posicionamentos de cada candidato.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Governo

Em ordem de leitura, os candidatos à Presidência da República deverão estar posicionados nesta sequência em seus respectivos palanques nos estúdios do Grupo Bandeirantes (Band): Álvaro Dias do Podemos, Cabo Daciolo do Patriotas, Geraldo Alckmin do PSDB, Marina Silva da Rede Sustentabilidade, Jair Bolsonaro do PSL, Guilherme Boulos do PSOL, Henrique Meirelles do MDB e Ciro Gomes do PDT.

A fragmentação política e o posicionamento dos candidatos

A fragmentação nos debates é notória desde que a legislação eleitoral obriga que uma certa quantidade de candidatos seja convidado a participar dos debates presidenciais.

Só para se ter uma ideia, entre os anos de 2002 e 2010, apenas quatro candidatos eram obrigados a ser convidados para os debates. Já em 2014, esse número aumentou para mais três, chegando a sete no total. Nesse ano, serão oito.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo