O Brasil se encontra em alvoroço graças às eleições presidenciáveis que acontecerão neste ano. Recentemente, os candidatos à presidência da República começaram a se enfrentar em debates televisivos. O primeiro deles aconteceu na Rede Bandeirantes de Televisão enquanto o segundo debate foi ao ar pela Rede TV.

Um dos candidatos que assumiu o compromisso de participar de todos os debates era Jair Messias Bolsonaro, do PSL. Porém, algo parece ter mudado após as duas aparições do presidenciável na televisão.

O advogado Gustavo Bebianno, presidente do PSL, anunciou que Bolsonaro não participaria de mais nenhum debate televisionado. Bebianno apenas garantiu que, caso o candidato participasse de algum debate, seria uma exceção.

O presidente do PSL justificou que a decisão foi tomada pelo fato dos debates funcionarem no "modelo antigo", não dando oportunidade para que Bolsonaro apresente suas propostas corretamente. De acordo com Bebianno os debates não acrescentaram nada para a candidatura do ex-militar. Bolsonaro ainda afirmou que o preparo para os debates toma um tempo precioso que poderia estar sendo usado para sua campanha nas ruas.

Bolsonaro muda de decisão

Após a repercussão negativa gerada pela desistência de Bolsonaro aos outros debates, o candidato decidiu voltar atrás de sua decisão. O ex-militar afirmou então que participará de mais três debates, sendo estes televisionados pela Rede Globo, SBT e TV Gazeta. Entretanto, Bolsonaro decidiu que não participará da sabatina que antecede o debate e utilizará esse tempo para priorizar seu contato com o povo.

A volta de Bolsonaro para os debates foi confirmada enquanto o presidenciável visitava a cidade de Araçatuda, em São Paulo.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Jair Bolsonaro Televisão

A liderança de Lula

Apesar dos esforços do candidato do PSL, uma pesquisa recente do instituto MDA com parceria da Confederação Nacional do Transporte aponta Luíz Inácio Lula da Silva como líder nas intenções de voto para a presidência do país. O candidato do PT lidera o páreo com 37,3%, enquanto Bolsonaro ocupa o segundo lugar com 18,8% das intenções. Marina aparece logo em seguida com 5,6%. Mesmo em uma pesquisa espontânea, sem que os entrevistados saibam o nome dos candidatos, Lula aparece como primeira opção, com 20,7% das intenções de voto.

Bolsonaro ocupa o segundo lugar, da mesma forma, com 15,1%.

A pesquisa não leva em consideração um cenário sem a participação do ex-presidente Lula.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo