Oficializado como candidato à Presidência do Brasil pelo Podemos, Álvaro Dias enalteceu a Operação Lava Jato e, em seu discurso na convenção do partido, ocorrido neste sábado (04), ele afirmou que irá convidar o juiz Sérgio Moro para comandar a pasta do Ministério da Justiça.

De acordo com o candidato, o magistrado responsável pela Lava Jato é o símbolo da esperança do povo para que as instituições funcionem no combate à corrupção. Dias comentou que o juiz não recebeu ainda o convite.

Publicidade
Publicidade

A assessoria de Moro afirmou que ele não iria comentar sobre o caso.

Corre nos bastidores que Álvaro Dias seria um dos candidatos preferidos da força-tarefa de Curitiba. Ele governou o estado do Paraná de 1987 a 1991 e realizou a sua convenção na capital paranaense.

O senador disse que o intuito é não apresentar nenhum nome por enquanto, mas ele reforçou que os trabalhos feitos pelo juiz Sérgio Moro são imprescindíveis no combate aos crimes de corrupção.

Para ele, o convite ao juiz seria uma mera homenagem por tudo o que ele tem feito pelo Brasil. Ele ressaltou que foi aqui, em Curitiba, que nasceu uma nova Justiça para o país.

Defesa da Lava Jato

Álvaro Dias tem como bandeira reforçar o combate à corrupção e dar apoio total à Lava Jato. Ele assumiu esse compromisso de continuar a "limpar' o país. Segundo ele, três juristas já foram chamados para derrotar a impunidade. Os nomes são: Miguel Reale Jr., Modesto Carvalhosa e René Dotti.

Publicidade

Dias afirmou que seu governo não será um balcão de negócios e reforçou que todos os trabalhos serão qualificados tecnicamente.

Os partidos que estão apoiando Álvaro Dias são: PSC, PRP e PTC. Eles somam juntos 40 segundos de televisão e um fundo partidário de R$ 83 milhões. Para se ter uma ideia de comparação, o MDB possui um fundo partidário de R$ 234 milhões. Outros partidos ainda estão em conversa com o candidato e mais apoios podem surgir.

Fé em Deus

Dias afirmou que não se preocupa com o pouco dinheiro disponível para a sua campanha.

Segundo ele, o importante na vida é ter fé em Deus. Ele afirmou que lutará para buscar um novo rumo ao país. Em seu discurso, ele citou uma frase de Martin Luther King: "Se não pode voar, corra. Se não pode correr, ande. Senão pode andar, rasteje".

O senador enalteceu a força das mulheres em seu governo, caso seja eleito. Conforme seus dizeres, elas comandarão setores fundamentais e serão essenciais para a refundação da República.

Na convenção, ele passou dois vídeos buscando consolidar a sua imagem de Ficha Limpa e trabalhador.

Publicidade

Leia tudo