De acordo com a pesquisa levantada pelo banco de investimentos BTG Pactual e divulgada nesta segunda-feira (27), o candidato à Presidência da República, João Amoêdo, do Partido Novo, apareceu entre os três primeiros colocados, quando a pesquisa foi espontânea. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e tem margem de erro de dois pontos para mais ou para menos.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nas respostas espontâneas (onde não é apresentado o nome dos candidatos), aparece em primeiro lugar sendo citado por 26% dos eleitores.

Publicidade
Publicidade

O candidato Jair Bolsonaro vem em segundo com 19%, uma diferença muito pequena em relação a Lula. Entretanto, o que chamou a atenção foi o candidato do Partido Novo, João Amoêdo. Ele apareceu em terceiro com 3%, ou seja, ele foi o terceiro nome mais citado pelos eleitores ficando à frente de Marina Silva, Ciro Gomes e Geraldo Alckmin. Esses candidatos tiveram 2% cada um dos eleitores que citaram seus nomes. Vale ressaltar que a diferença deles para Amoêdo está dentro da margem de erro, o que é considerado um empate técnico.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Lula

Cenário estimulado

No cenário estimulado, onde é fornecido os nomes dos candidatos, o ex-presidente Lula alcança 35% dos votos, seguido por Bolsonaro com 22%. Nesse cenário, João Amoêdo fica com 4% em sexto lugar. Entretanto, ele está empatado tecnicamente com Geraldo Alckmin (6%) e Ciro Gomes (5%). Marina Silva ganha a terceira posição com 9%.

Considerando a inelegibilidade de Lula, Marina Silva consegue pular para 15%, Alckmin 9% e Ciro 8%. O deputado federal Jair Bolsonaro alcança 24%, mantendo o primeiro lugar.

Fernando Haddad, caso seja confirmado como o plano B do PT no lugar do ex-presidente, aparece com 5%. João Amoêdo estaria colado nele com 4%.

Publicidade

Transferência de votos

Conforme divulgou a revista Exame, foi feito um levantamento pelo BTG para saber quem lucraria mais com a saída de Lula do páreo. Ele dificilmente irá concorrer já que é alvo da Lei da Ficha Limpa, pois foi condenado em segunda instância após investigações da Operação Lava Jato.

Segundo os dados, 17% dos eleitores de Lula vão para Marina Silva. Haddad herdaria 12% dos votos e Bolsonaro, Ciro e Alckmin receberiam 9% de fatias iguais dos eleitores do petista.

Muitos responderam que não votariam em nenhum dos candidatos, totalizando 25%. Brancos e nulos somariam 6% e aqueles que não sabem ainda o que fazer caso Lula não dispute as Eleições de outubro, somam 5%.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo