O candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL) [VIDEO], aparece à frente dos concorrentes em três de quatro cenários testados pela Ipesp, em pesquisa realizada pela XP Investimentos, divulgada nesta sexta-feira (10). O ex-deputado federal também lidera a pesquisa espontânea.

Esta foi a primeira pesquisa eleitoral para a Presidência da República após a conclusão das convenções partidárias. O levantamento foi feito entre os dias 6 e 8 de agosto. A margem de erro é de 3,2 pontos para mais ou para menos.

Pesquisa espontânea

No levantamento espontâneo, não é apresentador o nome de nenhum candidato. Bolsonaro lidera, com 17% [VIDEO].

Lula aparece na segunda posição, com 15%. Os demais candidatos vêm muito abaixo: Alckmin e Ciro Gomes tem 3%. Alvaro Dias soma 2%. Marina Silva aparece com 1%.

Bolsonaro vai muito bem em dois primeiros cenários

No cenário 1, Jair Bolsonaro aparece na liderança com 23% dos votos. Nennhum candidato do PT foi colocado nesta disputa. A segunda posição é ocupada por Marina Silva (Rede), com 12%.

Geraldo Alckmin (PSDB) aparece com 10%. Isso mostra um crescimento do ex-governador de São Paulo em relação às pesquisas realizadas por outros institutos, como Paraná Pesquisas e DataPoder360.

Ciro Gomes (PDT) é o terceiro colocado, com 9%. Alvaro Dias (Podemos) tem 5%. Henrique Meirelles aparece com 3%.

Mesma porcentagem de Manuela D'Ávilla (PC do B), que desistiu da candidatura para ser vice de Fernando Haddad (PT).

No segundo cenário, Haddad é o representante. Oficialmente, a legenda aposta em Lula, mas o ex-presidente está preso e foi condenado a 12 anos e um mês pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele deve ser pego na Lei da Ficha Limpa e ficar inelegível.

Neste cenário, as posições dos candidatos permanecem as mesmas. Haddad soma apenas 3% dos votos.

Haddad cresce ao ser apoiado por Lula

Se os 3% do segundo cenário assustam os petistas, o fato de ser apoiado por Lula faz Fernando Haddad crescer. No quarto cenário, o ex-prefeito de São Paulo soma 13% dos votos e fica atrás apenas de Jair Bolsonaro, que soma 21%.

Abaixo deles, aparecem Marina (10%), Alckmin (9%), Ciro Gomes (7%), Alvaro Dias (5%), Não sabe (4%), Manuela (3%), Henrique Meirelles (2%).

Lula aparece na frente

A presença de Lula nas eleições é incerta, por isso o PT escalou Haddad como vice e Manuela D'Ávilla como vice do vice. No cenário em que aparece como candidato, Lula lidera com 31%. Bolsonaro tem 19%. Brancos e nulos aparece com 15%. Apenas neste cenário, brancos e nulos não figura na primeira posição.