O “Jornal Nacional”, da Rede Globo, anunciou na semana passada a cobertura diária dos candidatos à Presidência da República e, nesta segunda-feira (27), começa a entrevistar os quatro primeiros colocados na pesquisa de intenção de votos. O telejornal vai ao ar às 20h30 (horário de Brasília). Às quartas começa um pouco mais cedo, às 20h15.

A sabatina com os postulantes a comandante geral da nação começa com Ciro Gomes (PDT), nesta segunda-feira. Na terça, será a vez de Jair Bolsonaro (PSL) [VIDEO] ser sabatinado por William Bonner e Renata Vasconcelos. Geraldo Alckmin (PSDB) será entrevistado na quarta. Marina Silva (Rede) fecha a série na quinta.

A Globo já está vinculando o anúncio das entrevistas. Na divulgação, o jornalista William Bonner mostra a cadeira onde os entrevistados sentarão e diz que eles responderão às perguntas que interessam à população. O âncora diz também que voto bem pensado é a chave para construir o Brasil que você quer. [VIDEO]

Ausência de Lula

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é o primeiro colocado nas pesquisas de intenção de votos. O petista lidera, mas não deve concorrer. Isso porque está preso, na sede da Polícia Federal em Curitiba, depois de ter sido condenado a 12 anos e um mês de prisão.

O ex-presidente foi condenado no começo deste ano pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro nos casos do tríplex do Guarujá. Depois da condenação em primeira instância, a segunda instância ratificou a condenação e aumentou a pena.

Como Lula é o candidato oficial do PT, não será substituído pelo vice Fernando Haddad e o partido perderá a oportunidade para falar com a audiência do telejornal mais assistido da TV brasileira.

Jair Bolsonaro é líder da pesquisa no cenário sem Lula. O candidato do PSL terá uma ótima oportunidade para falar com os brasileiros nessa entrevista ao “Jornal Nacional”.

Tempo na TV

A entrevista na Rede Globo é importante porque os candidatos conseguirão falar com um grande público. Jair Bolsonaro, Marina Silva e Ciro Gomes devem aproveitar bastante já que terão menos tempo do Gerado Alckmin na propaganda eleitoral gratuita, que começa no dia 31 de agosto e termina apenas no dia 5 de outubro.

Alckmin terá 5 minutos e 32 segundos em cada programa, exibido em dois horários, na TV e no rádio. Lula terá 2 minutos e 23 segundos. Henrique Meirelles vai ter 1 minuto e 55 segundos para expor suas ideias. Os demais candidatos terão menos de um minuto.