O juiz Carlos Cerqueira Júnior, da 6ª Vara Cível e Comercial do Tribunal de Justiça da Bahia, determinou a proibição de qualquer manifestação a favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em um evento que receberá as palestras do juiz federal Sérgio Moro e do ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso.

O evento III Simpósio Nacional de Combate à Corrupção acontecerá nesta quinta-feira (23) e sexta-feira (24), em Salvador. O juiz da Lava Jato tem sido muito criticado pelos aliados de Lula por ter condenado o petista em primeira instância, atendendo uma denúncia da Ministério Público Federal (MPF).

Publicidade
Publicidade

O ministro Barroso também é alvo dos petistas, pois é relator do pedido de impugnação do registro do líder do PT.

O Condomínio Shopping Barra foi quem solicitou ao juiz Cerqueira Júnior, da primeira instância, o impedimento de manifestações em frente ao local das palestras. Foi estipulado uma multa de R$ 100 mil para quem não cumprir a decisão judicial.

Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, após ser condenado em uma ação penal do triplex de Guaruja, onde, segunda a denúncia, ele teria sido beneficiado com dinheiro oriundo de propina da Petrobras. O advogados do petista negam as acusações e afirmam que o juiz paranaense não mostrou provas contra Lula.

Publicidade

Decisão do juiz

Na decisão, o juiz baiano Cerqueira Júnior comunicou que não será tolerado nenhum tipo de vandalismo, objetos que sejam atirados na direção do local, não será aceito que as ruas fiquem interditadas ou que os manifestantes proíbam a passagem de carros e das pessoas. Qualquer ameaça será vista também como um descumprimento à ordem judicial. Multas serão aplicadas e será dado uma grande atenção para que tudo ocorra dentro dos critérios impostos pela 6ª Vara Cível da Bahia.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Sergio Moro Lula

Nota do Fórum de Movimentos Sociais

O Fórum de Movimentos Sociais disse que isso tudo é um desrespeito com o movimento e classificou a decisão do juiz como "um absurdo completo". Os organizadores do ato já recorreram e falaram que vão sim protestar.

Os manifestantes afirmam que vão criticar um tipo de autoritarismo do Judiciário brasileiro. Eles não aceitam a sentença de Moro e vê perseguição política contra Lula e outros políticos do PT.

De acordo com uma nota do Fórum, eles pretendem protestar contra o auxílio-moradia dos juízes e pela perseguição que eles afirmam que os partidos de esquerda estão sofrendo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo