O candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro defendeu Nesta quarta-feira (19) a "desburocratização" e a "redução da carga tributária" no país. Ele afirmou que sua equipe econômica trabalha para encontrar formas de "desregulamentação" e "desburocratização". As afirmações foram feitas pela rede social Twitter.

O candidato também postou uma foto em que aparece caminhando no hospital ao lado do filho Carlos. Ele deixa claro que agradece todo o apoio que recebeu.

Publicidade
Publicidade

Bolsonaro está internado desde o último dia 7 de setembro após sofrer um atentado. Durante passeata de ato de campanha, um homem o esfaqueou na região do abdômen. Ele teve de passar por diversas cirurgias após ter hemorragia interna.

Ainda na tarde de ontem (18), o mais recente boletim médico informava que o candidato "tem se recuperado bem e apresenta evolução clínica satisfatória". Ele está na seção de Unidade de Terapia Semi-Intensiva e não há previsão de alta.

Ainda de acordo com o boletim, Bolsonaro está com a função intestinal em recuperação, sem febre, mas com alimentação endovenosa.

No domingo (16) foi divulgado um video em que Bolsonaro aparece caminhando. A postagem foi feita pelo Facebook. No mesmo dia da aparição, ele ainda falou. O vídeo possui cerca de um minuto e dezoito segundos. "Agradeço a todos vocês. Tudo que fizeram por mim. Mas digo algo muito importante: o que me mantém vivo obviamente é Deus e a família maravilhosa que eu tenho.

Publicidade

Agradeço a pessoa da minha esposa Michele, minha filha Laura, minha enteada Letícia meu filhos Carlos, Eduardo, Flávio e Renan. A família é a base da sociedade. Continuo pendido a Deus força e sabedoria, pra que, se é essa for a vontade de Deus de fato, nós possamos juntos levar o Brasil para um porto seguro e colocar essa pátria maravilhosa em um lugar de destaque no cenário mundial". Ele encerra dizendo: "Meu muito obrigado. Brasil acima de tudo e Deus acima de todos".

Planejamento após deixar o hospital

Os familiares e aliados de Bolsonaro já planejam seus próximos passos assim que ele deixar o hospital. Até o momento o plano é levá-lo de volta ao seu condomínio, na Barra da Tijuca. A família também diz que pensa em chamar um serviço de "home care" para o candidato, se os médicos ordenarem.

Eduardo, filho de Bolsonaro, disse também que se o pai continuar evoluindo, poderá participar do debate promovido pela Globo no dia 4 de outubro.

Publicidade

Segundo ele, vontade do candidato não falta.

Leia tudo