O candidato do PSL à presidência da República, Jair Messias Bolsonaro, recebeu alta da unidade intensiva do Hospital Israelita Albert Sabin, na zona sul de São Paulo, na manhã deste domingo (16). O presidenciável foi transferido para uma unidade de tratamento semi-intensiva e tem uma boa evolução clínica.

O candidato está internado desde o dia seguinte ao incidente em que levou uma facada, no dia 6 de setembro, durante sua campanha em Juiz de Fora em Minas Gerais. As investigações sobre o ocorrido continuam para que se descubra se o ato não possuiu nenhum mandante.

Publicidade
Publicidade

O vídeo da melhora

Um vídeo de Bolsonaro caminhando pelo hospital surgiu recentemente nas redes sociais e vem sendo compartilhado por seus eleitores. No vídeo, o candidato se locomove com a ajuda de um andador e faz algumas brincadeiras com a equipe médica. A brincadeira é especificamente direcionada a Antônio Luiz Macedo, coordenador da equipe médica que atende Bolsonaro.

Segundo relatórios médicos, o político ainda se alimenta por meio de uma via endovenosa, ou seja, diretamente na veia.

Publicidade

Além de não poder ingerir alimentos, o político está fazendo fisioterapia motora e respiratória. Ainda não há nenhuma previsão de alta para o presidenciável.

O incidente

No dia 6 de setembro, enquanto estava em campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais, Jair Messias Bolsonaro foi alvejado com uma faca na região do abdômen. O candidato à presidência foi socorrido no local e levado para a Santa Casa da cidade onde, logo depois de passar por uma cirurgia de duas horas de duração, foi transferido para o Hospital Israelita Albert Sabin.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro

O intestino grosso e delgado foram atingidos pelo golpe que também perfurou uma artéria na região. Apesar de ter tido ferimentos graves o estado do candidato era estável e os médicos conseguiram estabilizar a situação do paciente.

Bolsonaro continua se recuperando gradualmente, com exames laboratoriais estáveis e sem febre.

Adélio Bispo de Oliveira

O responsável pela facada está detido e uma possível ligação com um mandante está sendo investigada.

Adélio Bispo de Oliveira já foi filiado ao PSOL no passado, mas cortou laços com o partido. Em nota sobre a descoberta, a alta cúpula do PSOL lamentou o ocorrido e aproveitou para ressaltar que não o agressor não possui mais nenhuma ligação com o partido, além de cobrarem que as investigações sobre o atentado continuem.

Adélio confessou ter esfaqueado Bolsonaro e disse que fez isso a mando de Deus.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo