No início da madrugada desta quinta-feira (20), o Datafolha divulgou mais uma rodada das pesquisas de intenção de voto para a Presidência da República. Jair Bolsonaro (PSL), internado há duas semanas depois de ter sofrido um atentado, segue na liderança isolada. A disputa pelo segundo lugar está acirrada.

A pesquisa Datafolha ouviu 8.601 eleitores em 323 cidades brasileiras. O levantamento foi realizado entre os dias 18 e 19 de setembro. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos. O grau de confiança é de 95%. Isso significa que se fossem feitas 100 pesquisas, 95 teriam resultados idênticos, considerando a margem de erro.

Os dados do levantamento

Jair Bolsonaro lidera a pesquisa com 28% da intenção de votos. No levantamento do dia 17, ele aparecia com 26. Antes disso, tinha 24% no dia 10 e 22% no dia 27 de agosto.

A segunda posição é ocupada por Fernando Haddad (PT). O candidato do Partido dos Trabalhadores aparece com 16% e empata tecnicamente com Ciro Gomes (PDT), que tem 13%.

O crescimento de Haddad é consistente desde que substituiu oficialmente Luiz Inácio Lula da Silva. O petista tinha apenas 4% no dia 27 de agosto. Saltou para 9% no dia 10, chegou a 13% no dia 17.

Na continuação da pesquisa, estão dois candidatos que estagnaram. Geraldo Alckmin tem 9%. Ele apresentou esse mesmo índice nos últimos dois levantamentos.

Marina Silva, que já teve 16% no dia 27 de agosto, agora soma 7%.

João Amoêdo (Novo) e Alvaro Dias (Podemos) tem 3% cada um. Henrique Meirelles aparece com 2%, mas mantém a esperança de que vai avançar ao segundo turno. Vera (PSTU) e Guilherme Boulos (PSOL) têm 1% cada.

Cabo Daciolo (Patriota), João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) aparecem com 0%.

Doze por cento votam em branco, nulo ou nenhum dos candidatos. Cinco por cento não sabe ou não respondeu.

Segundo turno

Com a primeira posição praticamente consolidada de Jair Bolsonaro, o Datafolha só testou cenários do segundo turno com o presidenciável na disputa. Contra Ciro Gomes, Bolsonaro tem 39%, enquanto o adversário soma 45%.

Em branco ou nulo chega a 14%. Não responderam, 2%.

Contra Fernando Haddad, há empate: 41% para cada um, 15% de brancos e nulos e 2% que não sabem em quem responder. Empate também acontece no embate com Geraldo Alckmin: 40% para cada um. Nulo ou branco somam 19%. Dois por cento não sabe.

Há empate também entre Marina Silva e Bolsonaro. Cada um deles tem 42%, enquanto 16% votariam em branco ou nulo. Dois por cento não sabem ou não responderam.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Eleições
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!