Escolhido para ser o vice de Luiz Inácio Lula da Silva, na chapa do PT, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad disse que deixará a disputa, caso o partido escolha outro candidato para concorrer à Presidência da República. A declaração foi dada em entrevista concedida nesta sexta-feira (6), ao canal por assinatura Globo News.

“Não continuarei na chapa como vice”, disse o atual candidato do PT ao ser questionado pela jornalista Merval Pereira se continuaria na chapa caso o partido dos trabalhadores indicasse outro nome para concorrer ao pleito.

“Terça-feira vamos aguardar o resultado do Supremo, vamos decidir com o presidente [Lula] na segunda”, seguiu. Na semana passada, o ex-presidente teve sua candidatura rejeitada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com base na Lei da Ficha Limpa.

Falhas na gestão econômica e sabotagem institucional

Economia foi um dos temas levantados na entrevista com o ex-prefeito de São Paulo e candidato a presidente Fernando Haddad.

Ele reconheceu que o PT cometeu falhas importantes na gestão das políticas econômica, mas que tais erros não explicam a derrocada econômica. Ele acusou ainda o senador Aécio Neves (PSDB), o deputado Eduardo Cunha (MDB) e a oposição de terem cometido “sabotagem institucional” contra o governo petista que, segundo ele, se aliaram a um vice-presidente de caráter “frágil”.

“Se cometemos erros na questão econômica, foram muito laterais.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Eleições PT

Não foram importantes”, disse o petista se referindo ao período compreendido entre aos anos de 2003 e 2012. Com relação aos “erros” cometidos entre 2013 e 2014, ele acredita que eles “não explicam a debacle de 2015 e 2016”. “O que aconteceu foi sabotagem institucional, que gerou clima de incerteza que os empresários todos recolheram”, disse.

Haddad citou algumas decisões equivocadas da ex-presidente Dilma Rousseff em um momento que os projetos não estavam maduros, como reduzir o valor da tarifa de energia e desonerar a folha de pagamento de alguns setores da economia.

Ainda tem esperança de manter Lula na disputa

Na propaganda eleitoral gratuita veiculada pelo PT na televisão nesta quinta-feira (6), Fernando Haddad se apresentou como sendo vice à candidatura de Lula na disputa da Presidência da República. Ele disse ainda que como advogado do ex-presidente, usará até o último recurso para manter seu direito à candidatura. Na propaganda do PT, ao lado da imagem do ex-presidente, aparece os dizeres: “Lula apoia Haddad vice”.

O Tribunal Superior Eleitoral proibiu o PT de apresentar Lula como candidato à presidente.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo