A famosa cantora Anitta acabou sendo alvo de críticas por parte de eleitores contrários ao candidato à Presidência do Brasil Jair Bolsonaro [VIDEO]. A artista causou polêmica ao seguir um perfil que compactua com a atuação do político do PSL. Fãs da cantora utilizaram então as redes sociais para cobrar um posicionamento da artista em relação ao líder nas pesquisas eleitorais.

Alguns chegaram a pedir que ela se posicionasse contra o presidenciável. No entanto, Anitta teria se esquivado, afirmando que não é obrigada a agir de tal forma. Com isso, Flávio Bolsonaro, um dos filho do candidato, gravou um vídeo [VIDEO] enfatizando que artistas a favor do pai são perseguidos por conta de sua preferência política.

Vídeo de Flávio Bolsonaro

O filho do político gravou um vídeo de maneira sutil comentando sobre a reação de apoiadores da esquerda em relação a artistas que mostram apoio a Bolsonaro. No entanto, Flávio deixou claro que não sabe da posição política de Anitta, mas frisou apoio à posição da cantora, que preferiu manter-se calada em relação a sua preferência.

Veja a seguir o vídeo com o relato do filho do político.

Em vídeo, Anitta desabafa após ser criticada por seguir um perfil no Instagram de uma apoiadora de Bolsonaro. A artista enfatizou que as pessoas deveriam ter mais amor. Com isso ela diz que é cidadã, assim como os outros. Anitta conta que tem direito de votar em quem quiser. Aliás, a cantora enfatiza que não merece receber ameaças e xingamentos simplesmente pelo fato de ser famosa.

Veja o vídeo na integra.

Porém, fãs de Anitta ainda cobram um posicionamento imediato da artista.

Jair Bolsonaro lidera pesquisas

O político do PSL está liderando as pesquisas eleitorais. Com 28%, Bolsonaro está à frente do petista Fernando Haddad e de Ciro Gomes. Muito polêmico, Bolsonaro também é alvo de diversas críticas sobre sua forma de se manifestar sobre temas polêmicos. Atualmente, o político encontra-se internado em São Paulo para tratar de uma lesão no abdômen após sofrer um atentado a faca no último dia 7 de setembro em Juiz de Fora, Minas Gerais. O agressor encontra-se preso.

Nesta última quarta-feira, 19 de setembro, novo boletim médico de Bolsonaro enfatizou que o político iniciou alimentação líquida oral. O candidato passa por um longo processo de recuperação após o grave ferimento.