Nesta segunda-feira (17), o candidato à Presidência da República [VIDEO] Geraldo Alckmin (PSDB) se envolveu em uma situação um tanto quanto constrangedora durante sua visita à creche Alecrim, em Brasília. O tucano acabou se desequilibrando e caindo com uma criança no colo.

O tombo de Alckmin ocorreu enquanto ele visitava a brinquedoteca da creche. Ao se desequilibrar e cair, ele enroscou as pernas em outras crianças que estavam ao arredor acompanhando a visita do presidenciável. Apesar do susto e do constrangimento, ninguém saiu machucado do incidente, mas o fato foi registrado por diversos fotógrafos que acompanham o ex-governador do Estado de São Paulo.

Durante a visita à creche, Alckmin afirmou que quer ser o presidente da “primeira infância” e tentou se mostrar tranquilo com as últimas pesquisas de intenção de voto. Na ótica do presidenciável, pesquisas de intenções de voto são como ondas, e que as grandes ondas somente serão válidas quando ocorrerem próximas ao dia 7 de outubro, data das Eleições brasileiras.

Alckmin enfrenta crise com partidos aliados do Centrão

Geraldo Alckmin passa por um momento delicado em sua campanha para presidente. Nesta terça-feira (18), dirigentes aliados do bloco denominado “Centrão”, DEM, PP, PR, PRB e Solidariedade, irão se encontrar para discutir mudanças na propaganda eleitoral, já que nas pesquisas eleitorais o candidato tucano permanecer estático, enquanto candidatos como Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad [VIDEO](PT) avançam nas intenções de voto.

Preocupado com as pesquisas, Alckmin fez questão de ressaltar em entrevista nesta segunda o “risco para o Brasil” de um eventual segundo turno entre Bolsonaro e Haddad. Na opinião do candidato tucano, o Brasil precisa de pessoas empenhadas em tirar o país da crise. Ele ainda afirmou que o momento é de racionalidade e que o voto em Bolsonaro é um passaporte para o retorno do PT ao comando do país.

Pesquisa encomendada pela CNT foi divulgada hoje

Encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), a mais recente pesquisa de intenções de voto dos eleitores brasileiros apontou que Jair Bolsonaro está com 28,2% das intenções, enquanto que o candidato petista, Fernando Haddad, está na segunda colocação, com 17,6%. Na terceira colocação, o pedetista Ciro Gomes aparece com 10,8%, seguido de Geraldo Alckmin, com 6,1%, e Marina Silva, da Rede, que aparece com 4,1%.