De acordo com informações divulgadas pelo G1, o candidato à presidência [VIDEO] da República pelo Partido Social Liberal (PSL), Jair Messias Bolsonaro, usou uma mídia social para divulgar neste sábado (15) uma foto onde ele pode ser visto repousando em um dos leitos do Hospital Israelita Albert Einstein, onde segue internado após ter sofrido um atentado a facada [VIDEO] – o qual ocorreu no último dia 6 em Juiz de Fora, no Estado de Minas Gerais.

Em seu perfil do Twitter, o candidato postou uma imagem na qual ele se encontra deitado e com os olhos fechados, usando um pijama hospitalar azul e meias de compressão (as quais ajudam a reduzir o risco de trombose venosa nas pernas, ou seja, a formação de coágulos de sangue em veias profundas).

Como legenda da foto, Bolsonaro escreveu que "Deus está no comando", e adicionou uma imagem da bandeira brasileira.

Esta imagem de Jair Bolsonaro, feita ao término de uma sessão de fisioterapia, é a primeira divulgada depois que ele passou por uma segunda cirurgia [VIDEO] emergencial na noite da última quarta-feira (12), a qual foi necessária para corrigir uma aderência que os médicos encontram em seu intestino delgado, e que foi descoberta através de uma tomografia realizada após o presidenciável sentir náuseas e inchaço abdominal – esta complicação surgiu porque houve a formação de um orifício (chamado de "fístula" na terminologia técnica) em uma das três perfurações sofridas pelo candidato no atentado de Juiz de Fora, o que, por sua vez, causou uma inflamação local e resultou em aderência de tecidos internos e obstrução do trato intestinal.

De acordo com o último boletim médico do Hospital Albert Einstein, o quadro de saúde de Bolsonaro permanece "estável [consistente ou sem variações] e sem intercorrências [o que significa ausência de irregularidades]".

Apoio internacional

Também neste sábado (15), o site do Estadão informou que Jair Bolsonaro recebeu apoio de Matteo Salvini, que é Vice Primeiro-Ministro da Itália e que também chefia o Ministério do Interior (departamento do governo responsável por lidar com questões como migração e segurança pública, entre outras atribuições) daquela nação.

Salvini, que integra o partido político conhecido como Liga do Norte (de orientação nacionalista ou direitista), veio a publico através de seu perfil do Twitter para prestar solidariedade ao presidenciável ferido do PSL, desejando a Bolsonaro melhora rápida de seu estado de saúde e fazendo votos de que o candidato se torne o próximo presidente do Brasil.

Em tradução livre, o político italiano escreveu o seguinte: "Toda a minha solidariedade a @jairbolsonaro gravemente ferido durante o período eleitoral.

Espero que em breve ele possa se recuperar e ser eleito presidente do Brasil". Jair Bolsonaro, por sua vez, agradeceu as palavras de Salvini, e acrescentou que espera que Brasil e Itália possam estreitar as relações entre as duas nações em 2019.