Jair Bolsonaro (PSL-RJ) é um dos candidatos mais polêmicos à presidência da República. Com um discurso forte, Bolsonaro, facilmente, consegue contagiar seus seguidores e futuros eleitores. O candidato, no entanto, é visto, muitas vezes, como exagerado em suas falas.

Em recente campanha no estado do Acre, Bolsonaro acabou causando um certo fervor nas redes sociais. Em uma das partes de seu discurso, o candidato do PSL empunhou um tripé utilizado por um fotógrafo, como simulando uma metralhadora, afirmando, logo em seguida, que 'fuzilaria a petralhada' (termo este muito utilizado por aqueles que são contrários ao Partido dos Trabalhadores para mencionar seus respectivos seguidores).

O vídeo foi rapidamente compartilhado no Twitter na noite deste domingo (2). Em nota, a assessoria do candidato afirmou que o caso não se tratava de uma mera brincadeira. O caso, no entanto, repercutiu nas redes sociais, por meio do tweet de um usuário que se mostrou incrédulo com a atitude.

Bolsonaro, em campanha no Acre, empunhou tripé e o fez de metralhadora

O candidato à presidência estava em um palanque, sendo filmado por celulares, quando, em meio ao seu discurso, agarrou um tripé de câmera e afirmou: "Vamos fuzilar a petralhada aqui do Acre".

A fala, claro, levou os fãs do candidato ao delírio, que não parou por aí. "E botar esses picaretas para correr do Acre", completou.

Ainda sob poder do tripé que simulava a arma de fogo, Jair Bolsonaro não titubeou e ainda seguiu o discurso contra os pertencentes ao Partido dos Trabalhadores. "Já que eles gostam tanto da Venezuela, essa turma tem que ir pra lá", disse. O candidato finalizou parte do discurso reproduzindo com alusão à crise do país vizinho. "Só que lá não tem nem mortadela, então vão ter que comer capim mesmo˜, finalizou.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Eleições

Veja a reprodução do curto trecho em que remete a fala do candidato:

Assessoria de Jair Bolsonaro confirma vídeo, mas ressalta: 'Foi brincadeira'

A assessoria do candidato destacou que o ocorrido não se tratou de uma brincadeira do político.

Como é de praxe do candidato, a assessoria defendeu que o mesmo estava apenas brincando sobre a situação junto de seus eleitores.

O vídeo foi muito compartilhado pelas redes sociais, sobretudo no Twitter. O mesmo acabou estimulando embate entre quem apoia o candidato, que viram, claramente, o ato como uma mera brincadeira, e quem é contrário ao mesmo, salientando que o presidenciável estimularia a violência e faria apologia a mesma.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo