Jair Bolsonaro (PSL) segue na liderança da corrida presidencial, com 28% das intenções dos votos, segundo pesquisa do Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística). Fernando Haddad, do PT, alcançou 22% das intenções de votos, após receber apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que permanece preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, no Paraná. Ciro Gomes, do PDT, manteve-se oscilando entre 10% e 11% das intenções de votos, mantendo-se na terceira colocação da corrida eleitoral.

Publicidade
Publicidade

A margem de erro confere dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Na pesquisa encomendada pelo Ibope do dia 18 de setembro, Jair Bolsonaro se mantinha na liderança, com 28%, enquanto Haddad era o quarto colocado, com 8% das intenções de voto, empatado tecnicamente com Geraldo Alckmin, do PSDB. O petista teve crescimento vertiginoso após oficialização da candidatura e consequente apoio de Lula para o congresso.

Jair Bolsonaro estagna, Haddad cresce e Ciro permanece em terceiro

Enquanto Jair Bolsonaro e Fernando Haddad disputam as cabeças da corrida eleitoral, Ciro Gomes segue logo atrás, com 11% (1% a mais do que a última pesquisa Ibope).

Geraldo Alckmin, que antes contava com 7%, agora aparece com 8%. Marina Silva, da Rede Sustentabilidade, soma 5%, menos do que os 6% apresentados na última pesquisa. Pela margem de erro apresentada pelo Ibope, Marina, Ciro e Alckmin alternam a terceira colocação, com sutil vantagem do pedetista. Brancos e nulos somaram 14%, enquanto os que não souberam ou não quiseram responder somaram 6%, menos do que os 7% da última pesquisa.

A pesquisa aconteceu entre os últimos dia 22 e 23 de setembro, contabilizando 178 municípios.

Publicidade

Ao todo, 2506 pessoas foram entrevistas. A pesquisa foi encomendada pela Rede Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo, sob registro no TSE sob o número BR-06630/2018. O nível de confiança da pesquisa alcança os 95%, segundo o Ibope.

Segundo turno e as taxas de rejeição

O Ibope também elaborou pesquisa sobre um provável segundo turno, com Jair Bolsonaro, líder em todas as pesquisas, como o adversário em todos os cenários apresentados. Contra Haddad, o cenário seria desfavorável para Bolsonaro, que perderia por 43% a 37%.

Contra Ciro Gomes, o cenário seria ainda mais desastroso para o ex-militar, com Ciro abrindo vantagem de 46% a 35%. Até mesmo contra Geraldo Alckmin, Jair Bolsonaro não conseguiria alcançar a vitória, perdendo por 41% a 36% das intenções de voto. Apenas contra Marina Silva, um empate técnico seria registrado, com 39% para cada um candidato.

Jair Bolsonaro é o candidato com a maior taxa de rejeição, apontando 46%. Fernando Haddad, do PT, vem logo em seguida, com 30%.

Publicidade

Leia tudo