O eleitorado feminino prefere Jair Bolsonaro (PSL) como presidente da República [VIDEO] em números absolutos. É isso que aponta o novo levantamento realizado pelo Ibope e divulgado nesta quarta-feira (5).

A pesquisa foi realizada entre os dias 1º e 3 de setembro, em 142 cidades brasileiras, e ouviu 2.002 eleitores, todos com idade acima de 16 anos. O grau de confiança do levantamento é de 95% e a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Esta pesquisa foi feita a pedido do jornal “O Estado de S. Paulo” e da TV Globo e foi registrada no TSE sob o número BR05003/2018.

Liderança entre as mulheres

Quem acompanha as propagandas políticas na TV sabe que a campanha de Geraldo Alckmin (PSDB) tenta de todas as formas roubar votos de Bolsonaro [VIDEO].

Por isso, um dos vídeos divulgados é o da briga entre o candidato do PSL e a deputada federal petista Maria do Rosário.

A confusão acontece há mais de dez anos no Congresso Nacional e a campanha de Alckmin editou o vídeo. Nas imagens, Bolsonaro aparece empurrando Maria do Rosário.

Mesmo com os ataques, Bolsonaro segue líder entre o público feminino. Ele lidera a pesquisa com 16% dos votos. Logo em seguida, aparece Marina Silva (Rede), que tem 14%. Ciro Gomes (PDT) aparece na terceira posição, com 12%.

Dentro da margem de erro de dois pontos, os três candidatos podem ter 14% ou Bolsonaro pode ter 18% e Marina e Ciro 12 e 10, respectivamente. Considera-se, por conta da margem, que eles podem estar empatados tecnicamente.

Geraldo Alckmin tem 9%. Fernando Haddad (PT) vem logo atrás, com 5%.

Álvaro Dias (Podemos) tem 3% dos votos entre as mulheres. João Amôedo (Novo) e Henrique Meirelles (MDB) têm 2%, cada.

Guilherme Boulos (PSOL), Vera Lúcia (PSTU) e João Goulart Filho (PPL) aparecem com 1%, cada. Cabo Daciolo (Patriotas) e José Maria Eymael (DC) não pontuaram.

Os brancos e nulos chegaram a 23%. Nove por cento não soube ou não respondeu à pesquisa. De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 52% do eleitorado brasileiro é formado por mulheres – isso representa 77 milhões de mulheres.

Bolsonaro e Ciro crescem

Na última pesquisa Ibope, divulgada no dia 20 de agosto, Bolsonaro aparecia com 13%. Em 15 dias, cresceu 3%, acima da margem de erro. Ciro Gomes cresceu ainda mais, passando de 8% para 12%. Marina Silva, por outro lado, caiu de 15% para 14%.

A maior queda foi no número de brancos e nulos, que chegou a 23% agora e era de 33% no levantamento de agosto.