Jair Bolsonaro continua líder nas pesquisas, de acordo com a nova pesquisa da corretora de valores XP investimentos junto ao Ipespe (Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas). O presidenciável subiu para 28% das intenções de voto do eleitorado, permanecendo na liderança, enquanto que o petista Fernando Haddad, indicado por Lula, subiu 6 pontos. Apesar do crescimento, Haddad teve uma rejeição bem maior do que a de Jair Bolsonaro, ultrapassado-o neste quesito.

Publicidade
Publicidade

O único fator positivo do petista foi o fato de ter ultrapassado Ciro Gomes nesta nova pesquisa da XP/Ipespe.

Em nova pesquisa estimulada da XP/Ipespe, o parlamentar Bolsonaro ganhou mais 2 pontos em relação à pesquisa anterior, chegando então aos 28% das intenções de voto, em pesquisa realizada entre segunda-feira (17) e quarta-feira (19), o que também corresponde à margem de erro máximo da pesquisa. Foram ouvidas 2.000 pessoas, a margem de erro desta pesquisa é de 2.2 percentuais.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Lula

Jair Bolsonaro consolida base no eleitorado evangélico; Haddad cresce, mas tem grande rejeição

Forte e disparado também no eleitorado evangélico, o militar segue reforçando suas bases e vem crescendo nas pesquisas na corrida eleitoral, mesmo tendo sido vítima de uma atentado contra sua vida em um comício na cidade de Juiz de Fora em Minas, fator que o impossibilitou de fazer campanhas nas ruas.

Há 10 dias candidato oficial à Presidência pelo PT, Haddad viu as intenções de voto subir 6 pontos para si, chegando a 16% na pesquisa estimulada. No entanto, sua rejeição ultrapassou a de Jair Bolsonaro; o petista teve 60% de rejeição.

Publicidade

Os 3 cenários: Pesquisa espontânea, estimulada e o poder de transferência de votos

Em resumo, de acordo com gráficos passados pelo portal InfoMoney na pesquisa espontânea (ou seja, sem apresentar os nomes dos candidatos) o candidato Jair Bolsonaro liderou com 24%, Haddad 11%, Lula 7% (embora o mesmo esteja preso e condenado por corrupção e lavagem de dinheiro), Ciro 7%, Alckmin 4%, Amoêdo 3%, Marina 2%, Meirelles e outros ficaram em 1%. Não sabem ou não responderam somaram 24%, nulos e brancos 15%,

Já no cenário 1, da pesquisa estimulada, Jair Bolsonaro também dispara na frente na nova pesquisa da XP/Ipespe com 28% das intenções de voto do eleitorado, enquanto que seu principal rival Fernando Haddad chega a 16%, ultrapassado Ciro fica com 11%, Alckmin com 7%, Marina com 6%, Amoêdo e Alvaro com 3%, Meirelles com 2%, Daciolo 1% e demais 0%.

Brancos e nulos somaram 16%, não sabem totalizaram 6% e não responderam 1%.

No cenário 2 de simulação, considerando o poder de transferência de votos apresentando Haddad como candidato apoiado pelo ex-presidente Lula, Jair Bolsonaro vai a 27%, Haddad a 17%, Ciro fica com 10%, Alckmin 7%, Marina 4%, Amoêdo e Alvaro 3%, Meirelles 2%, Cabo Daciolo com 1% e demais 0%. Brancos e nulos totalizaram 20%, Não sabem 3%, não responderam ficaram em 3%.

Cabe lembrar que a candidatura de Lula ao pleito eleitoral foi barrada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) por 6 votos a 1, devido à Lei Ficha Limpa, já que o mesmo foi condenado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do triplex no Guarujá, o que forçou o partido a substituir seu representante.

Publicidade

Como ficaria a simulação presidencial de 2º turno na pesquisa da XP/Ipespe liberada em 21/09

Se considerarmos um segundo turno entre Alckmin e Haddad, o tucano venceria com 38%, o petista ficaria com 31%, sendo 31% de brancos e nulos, segundo a pesquisa da XP/Ipespe.

Já Alckmin e Bolsonaro apresentariam empate: 39% para ambos. Com brancos, nulos e indecisos somando 22%.

Entre Marina e Bolsonaro, o capitão venceria contando com 40% dos votos contra 35% da presidente do REDE.

Publicidade

Brancos, nulos e indecisos 25%.

Ciro e Alckmin aparecem empatando tecnicamente com uma leva vantagem do pedetista 37 a 35%. Brancos, nulos e indecisos somam 29%.

Já entre Bolsonaro e Ciro, o pedetista acabaria vencendo cotando com 40% das intenções de voto contra 35% do deputado. Brancos, nulos e indecisos somam 26%.

Jair Bolsonaro e o petista Fernando Haddad ficariam empatados tecnicamente, segundo a pesquisa: 41 para Bolsonaro e 38 para Haddad. Aqui, nulos somaram 28%.

Em nova pesquisa da XP/Ipespe Haddad tem maior taxa de rejeição que Bolsonaro

A nova pesquisa presidencial da XP/Ipespe também considerou a taxa de rejeição dos presidenciável: Marina Silva deteve a maior taxa de rejeição entre o eleitorado, indo a 67%, Alckmin e Haddad tiveram 60% de rejeição, já Jair Bolsonaro ficou com a taxa de rejeição em 57.

Logo atrás do capitão vem Ciro com 54% e por fim Alvaro Dias com 51% da taxa de rejeição.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo