A última pesquisa Ibope, divulgada nesta segunda-feira (24), praticamente sepultou qualquer pretensão de Marina Silva (Rede) ir ao segundo turno da disputa presidencial. No levantamento, a candidata aparece com apenas 5% dos votos.

A ex-senadora aparece atrás de quatro candidatos e empata tecnicamente com João Amoêdo (Novo). Amoêdo tem 3% dos votos. Como a margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, Marina empata tecnicamente com o concorrente que briga por um espaço nos debates exibidos pela TV.

Publicidade
Publicidade

A pesquisa do Ibope foi encomendada pelo jornal O Estado de S. Paulo e a Rede Globo. Ao todo, foram ouvidos 2.506 eleitores entre os dias 22 e 23 de setembro, em 178 cidades brasileiras.

O grau de confiança da pesquisa é de 95%. Na prática, isso significa que se fossem feitas 100 pesquisas como esta, o resultado seria igual ao que foi divulgado em 95 delas.

Jair Bolsonaro lidera o levantamento, com 28% dos votos. O presidenciável do PSL aparece na liderança isolada da pesquisa Ibope.

Fernando Haddad (PT) é o segundo colocado, com 22%.

Na terceira posição, aparece Ciro Gomes (PDT), que tem 11% dos votos. A quarta posição é ocupada por Geraldo Alckmin, com 8%. Só então aparece a candidata da Rede.

Abaixo de Marina e Amoêdo, aparecem Alvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB) com 2%, cada. Guilherme Boulos (PSOL) tem 1%. Os candidatos Cabo Daciolo (Patriota), Vera Lúcia (PSTU), João Goulart Filho (PPL), Eymael (DC) foram citados por alguns entrevistados, mas aparecem com 0%. Brancos e nulos somam 12%. Seis porcento não sabe ou não respondeu.

Publicidade

Queda acentuada de Marina Silva

A pesquisa Ibope divulgada no dia 20 de agosto mostrava Marina Silva (Rede) com 12%, enquanto Jair Bolsonaro (PSL) liderava com 20%. Desde então, a candidata só caiu no levantamento.

Na pesquisa divulgada no dia 4 de setembro, Marina manteve os 12% do dia 20 e seguia na segunda posição. No dia 11, a candidata que já foi filiada ao Partido dos Trabalhadores (PT) e ministra do ex-governo Lula, caiu para 8%.

Uma semana depois, nova pesquisa Ibope mostrava Marina caindo ainda mais e chegando para 6%.

No levantamento divulgado nesta segunda-feira, aparece com apenas 5% e a situação preocupa sua equipe de campanha.

Se em 2014, ela era apontada no segundo turno na última pesquisa antes das Eleições – o que não se concretizou –, dessa vez ela caiu muito e somente um milagre a faria ir ao segundo turno.

Leia tudo