Recentemente, em uma entrevista realizada pela Faap juntamente com o Estado de São Paulo, o candidato à Presidência da República, Ciro Gomes [VIDEO], criticou um lema que é defendido frequentemente pelo seu concorrente ao Planalto, o deputado Jair Bolsonaro. Para Ciro, a frase sempre dita por Bolsonaro "Bandido Bom é Bandido Morto" é uma resposta tosca para uma sociedade que vive com medo da falta de capacidade de políticos atuarem contra a violência. Entretanto, a namorada do ex-governador do Ceará, Giselle Bezerra, chegou a usar a hashtag #BandidoBomÉBandidoMorto quando o irmão de seu namorado, Cid Gomes, estava no comando da segurança do Ceará na época.

Ao ser questionada sobre isso, ela rapidamente apagou a postagem.

Giselle tem 39 anos e sempre que pode acompanha Ciro nos eventos de campanha. Ela namora o candidato do PDT há um ano e meio e está presente junto com ele nas ruas, sabatinas [VIDEO] e debates.

De acordo com a Folha de São Paulo, a presença dela seria uma estratégia de campanha. Ciro luta contra uma fama de ser machista, após dizer na campanha de 2012, que a função de sua então mulher, Patrícia Pillar, nos eventos políticos, era apenas dormir com ele e nada mais que isso. Muitos dizem que ele perdeu as Eleições em 2012 em decorrência dessa frase dita.

Em um evento do Dia Internacional da Mulher, Ciro afirmou que fez uma piada de extremo mau gosto com a mulher da vida dele, onde afirmou que tem amor extremo por ela.

No local, estava presente Giselle.

Violência

A namorada do candidato já defendeu linha-dura contra bandido. Ela criticou, em 2014, a violência vivida no estado do Ceará. Ciro, entretanto, afirma que os meios de evitar a violência não devem ser nos caminhos defendidos por Bolsonaro. Ele acredita que a projeção política do deputado acontece porque ele expressa anseios da elite brasileira como, por exemplo, a falta de diálogos e diversidade de ideias.

Atuações de Giselle

De acordo com integrantes da campanha de Ciro, Giselle sempre dá palpites sobre a roupa do candidato, seus discursos, se preocupando com a imagem dele na campanha.

Nos debates, Ciro sempre pergunta para ela como foi o desempenho dele, o que ela achou e o que precisa ser mudado.

Ela já trabalhou na Globo e na Bandeirantes. Um dos seus trabalhos que recebem maior destaque é sua atuação no programa da Xuxa, quando tinha 22 anos e ganhou o apelido de "Mina Gi". Ela ainda mantém a amizade com a diretora do programa, Marlene Mattos.