O Ibope divulgou uma nova pesquisa de intenção de voto [VIDEO] para Presidente da Republica, a primeira após o TSE indeferir a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No novo levantamento, o candidato do PSL, Jair Bolsonaro. aparece 10 pontos à frente de Marina Silva (Rede) e Ciro Gomes (PDT).

De acordo com os números, Bolsonaro tem 22% das intenções de voto, contra 12% de Marina e Ciro, que aparecem empatados. A pesquisa apresenta crescimento do ex-governador do Ceará e queda da candidata da Rede. Em pesquisa realizada pelo Datafolha, no final do mês passado, Bolsonaro tinha os mesmos 22% das intenções de voto, contra 16% de Marina e 10% de Ciro.

Bem perto, e se levada em conta a margem de erro, empatado tecnicamente na segunda posição, aparece Geraldo Alckmin, do PSDB, que tem 9% das intenções de voto. Fernando Haddad, do PT, é o quinto colocado com 6%. Álvaro Dias (Podemos) e João Amoêdo (Novo) somam 3% das intenções de voto. O ex-ministro Henrique Meirelles (MDB) teve a preferencia de 2% dos eleitores entrevistados. Guilherme Boulos (PSOL), Vera (PSTU) e João Goulart Filho (PPL) têm 1% das intenções de votos. Eymael (DC) e Cabo Daciolo (Patriota) não atingiram 1%. Brancos e nulos somam 21%, enquanto que 7% estão indecisos ou não souberam responder.

Segundo turno

A simulação do segundo turno mostra que o candidato Jair Bolsonaro não terá vida fácil [VIDEO]e perde em todos os cenários pesquisados; apenas com Haddad existe empate.

De acordo com o Ibope, em um eventual segundo turno com Marina Silva, ele teria 33% dos votos contra 43% da candidata da Rede. Ele também perderia para Alckmin, 32% x 41%, e para Ciro Gomes, 33% x 44%.

O único candidato que ele teria chance seria Fernando Haddad, do PT. Mesmo assim, o percentual estaria dentro da margem de erro, com o ex-capitão do Exército contando com 37% dos votos, contra 36% do ex-prefeito da capital paulista.

Entre os candidatos que possuem maior índice de rejeição, Jair Bolsonaro aparece em primeiro, com 44% dos entrevistados afirmando que não votariam no candidato do PSL. Em seguida aparecem Marina Silva (26%), Haddad (23%), Alckmin (22%) e Ciro (20%). Cada entrevistado pode citar mais de um candidato. O presidente Lula não constou na resposta por conta do indeferimento de sua campanha.

O Ibope ouviu 2002 eleitores entre os dias 1º e 3 de setembro e trabalha com a margem de erro de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.