Anúncio
Anúncio

O Ibope divulgou nesta terça-feira (11), mais uma pesquisa de intenção de voto na corrida presidencial. Os números mostraram a tendência de crescimento do candidato do PSL Jair Bolsonaro, que ampliou a vantagem contra seus principais concorrentes, que seguiram estagnados e uma leva subida de Fernando Haddad, agora candidato oficial do Partido dos Trabalhadores.

A pesquisa foi feita entre os dias 8 e 10 de setembro, pouco após o atentado contra Bolsonaro em Juiz de Fora. Pela pesquisa, que ouviu 2.002 eleitores de todas as regiões do Brasil maiores de 16 anos e que tem margem de erro de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, Bolsonaro aparece com 26% das intenções de votos, contra 22% do levantamento anterior, divulgado no último dia 4, dois dias antes dele ser esfaqueado.

Anúncio

Confirmando também que sua campanha tem perdido fôlego logo após o início da propaganda eleitoral gratuita, a candidata da Rede, Marina Silva, caiu três pontos, aparecendo agora com 9%, contra 12% da pesquisa anterior. Dessa forma ela foi ultrapassada por Ciro Gomes, que mesmo oscilando negativamente um ponto, agora é o segundo colocado com 11%. O candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, manteve os 9% do levantamento anterior, dividindo a agora a terceira colocação com Marina Silva.

Além de Bolsonaro, outro candidato a subir nas pesquisas foi Fernando Haddad, que nesta terça-feira (11), foi oficializado como candidato do PT, no lugar de Luís Inácio Lula da Silva, impedido de concorrer ao pleito por ter sido enquadrado na Lei da Ficha Limpa.

Anúncio

O petista passou de 6 para 8%. Lembrando que a pesquisa foi feita antes ser oficializada a troca de candidatura da chapa.

Álvaro Dias (Podemos), João Amôedo (Novo) e Henrique Meirelles (MDB), têm a preferencia de 3% dos entrevistados. Vera (PSTU) e Cabo Daciolo (Patriota), foram citados por 1%, enquanto que Guilherme Boulos (PSOL), João Goulart Filho (PPL) e Edymael (DC), não atingiram 1%. Eleitores que disseram que irão votar em branco ou nulo somam 19%. Indecisos ou eleitores que não responderam totalizam 7%.

Segundo turno

O Ibope também fez uma simulação, que revelou uma disputa acirrada entre Bolsonaro e seus principais candidatos. Contra Ciro, o ex-governador do Ceará teria 40% das intenções de votos contra 37% do ex-capitão do Exército.

Anúncio

Contra Alckmin, o candidato tucano teria 38% contra 37 de Bolsonaro. Já no embate diante de Marina os dois candidatos empatariam em 38%. A maior diferença se daria em uma disputa contra Haddad, onde Bolsonaro teria 40% contra 36% do petista. Todos esses cenários, dentro da margem de erro, caracterizam empate técnico.