Embora as últimas pesquisas de voto mostrem que o candidato Jair Bolsonaro esteja com o segundo lugar nas intenções de voto no estado de Pernambuco (17%), sua campanha ganhou reforço em uma passeata em apoio a sua candidatura à Presidência da República.

A passeata [VIDEO], que teve como tema "Marcha da Família com Bolsonaro", que continua internado após sofrer um atentado em Minas Gerais, aconteceu na manhã do último domingo (23), na Avenida Boa Viagem, Zona Sul de Recife, e contou com a presença de centenas de pessoas simpatizantes ao candidato.

O ato teve como ponto polêmico uma paródia da Música 'Baile de Favela', que fazia críticas à esquerda, a outros candidatos, às feministas e a CUT (Central única dos Trabalhadores).

Na letra da paródia, que era cantada pelos organizadores da passeata em cima de um carro de som, eles diziam que davam para CUT pão com mortadela e para as mulheres que se assumem feministas, ração na tigela.

Na letra da paródia, ainda diziam que “Bolsonaro casou com a Cinderela” enquanto o deputado federal Jean Wyllys “só tava vendo novela”.

A paródia ainda menciona as deputadas Maria do Rosário (PT-RS), que já se envolveu em uma polêmica com Bolsonaro, quando ele teve que pagar uma indenização de R$ 10 mil por danos morais por ter dito que não a estupraria “porque ela não merecia”, e Jandira Feghali (PCdoB-RJ).

Assista ao vídeo da paródia.

Bolsonaro lançará ‘Manifesto à Nação’ contra a fama de ser radical

O candidato do PSL Jair Bolsonaro está preparando o que ele e sua equipe de campanha estão chamando de ‘Manifesto à Nação’, onde pretende firmar um compromisso em defesa da democracia [VIDEO], rebater todas as acusações de racismo que vem sofrendo nos últimos anos, e deixar claro para o mercado financeiro que trabalhará em prol do ajuste fiscal.

O manifesto ainda não tem data para ser lançado e nem se vai ser produzido em forma de texto ou vídeo. A intenção da equipe de campanha é que se for em vídeo, o manifesto possa ser gravado ainda no quarto do hospital, para dar um ar mais emocional ao texto e ser distribuído em rede social. Apesar da equipe querer lançá-lo o quanto antes, tudo dependerá de Jair Bolsonaro, pois ele é quem dá a última palavra nos assuntos de sua campanha.

No último domingo (23), diversas pessoas como artistas, juristas, esportistas, empresários e ativistas, escreveram um manifesto contra Bolsonaro, intitulado “Pela democracia, pelo Brasil”.