Fake News são notícias falsas feitas por pessoas que se aproveitam do poder da internet para espalhar uma informação falsa pelo mundo todo. Normalmente são feitas para prejudicar ou beneficiar alguém ou um grupo de pessoas.

Durante as Eleições, houve incontáveis notícias falsas espalhadas pela web. Quanto mais se desmentem notícias falsas, mais aparecem e durante as eleições o site G1 desmentiu mais de 700 Fakes News em seu quadro "Fato ou Fake". Confira alguns dos boatos mais disseminados durante as eleições.

Fake: ao clicar "1" na urna aparece automaticamente o candidato Fernando Haddad

No primeiro turno das eleições, circulou um vídeo pela Web onde um eleitor clicava o número 1 e automaticamente aparecia o candidato Fernando Haddad, após tamanha repercussão do vídeo, alguns eleitores afirmaram passar pela mesma situação. O vídeo foi compartilhado até mesmo pelo candidato ao Senado Flávio Bolsonaro, mas é uma montagem que foi comprovada por um técnico de edição.

Fake: Haddad disse que criança é propriedade do Estado aos 5 anos e pode ter seu gênero escolhido

Uma imagem com uma frase supostamente dita pelo candidato Fernando Haddad, onde diz que "Ao completar 5 anos de idade a criança é propriedade do Estado, que seu gênero pode ser escolhido e cabe aos pais acatarem" é falsa! Não existe nenhuma informação ou registro de que o candidato realmente disse isso e o mesmo afirmou que são informações falsas.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Eleições

Fake: várias empresas prometeram demitir um milhão de funcionários se a esquerda ganhar as eleições

O boato foi desmentido pelas próprias empresas! Nas últimas semanas, circulou um texto nas redes sociais que afirma que algumas empresas como Natura, O Boticário, Ambev e muitas outras, afirmaram que demitiriam 1 milhão de pessoas caso a esquerda ganhasse as eleições, a mensagem termina assim: "No dia 7, o Brasil só tem duas opções: crescer como os Estados Unidos...Ou cair como a Venezuela". A rede onde a mensagem se propagou foi o WhatsApp, local onde metade dos eleitores se informam.

Fake: Manuela comparou popularidade do PT com Jesus Cristo

Não foi Manuela que comparou sua popularidade com a de Jesus Cristo, ela nunca disse isso, mas sim, John Lennon que disse que os Beatles eram mais populares que Jesus Cristo, em meados dos anos 60.

Não compartilhe Fake News independente de estarmos em eleições ou não, combata-as. Elas podem prejudicar seu próximo e você também.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo