O apresentador da Rede Globo, Luciano Huck, é um dos integrantes do "Agora!", por conta da polarização na política o movimento mostra que ficou mais contrário a candidatura de Jair Bolsonaro em apoio ao petista Fernando Haddad. No entanto, desde que foi criado, em 2016, o grupo, em outra ocasião, reagiu avaliando que não iria se manifestar sobre apoio a determinado lado político.

O "Agora!" é um movimento de ação política que tem por objetivo aproximar a sociedade da política.

Publicidade
Publicidade

O propósito, segundo informações do site oficial, é a "construir um novo projeto de país e transformar a ação política". Há membros do movimento que se candidataram a cargos. Luciano Huck, inclusive, foi cogitado para concorrer nas Eleições presidenciais deste ano.

Entretanto, até agora nenhum candidato foi apresentado como o representante oficial grupo. A votação que foi realizada entre os membros mostrou mais votos a favor de Haddad, mas mesmo assim não foi nitidamente declarado um apoio oficial. Com isso, Luciano Huck, em outra ocasião, havia afirmado que o grupo deve-se manifestar apenas como movimento.

Publicidade

Mas, afinal, qual o posicionamento de Huck?

O artista da Rede Globo enfatizou em uma live postada no Facebook, que não apoia nem Haddad e nem Bolsonaro. Sobre o PT, o global afirmou que nunca votou e nunca irá votar. Sua declaração polêmica fez com que as pessoas entendessem que ele estava dando apoio a Bolsonaro.

Em um trecho que viralizou nas redes sociais, Luciano Huck disse sobre Bolsonaro: "tem uma chance de ouro, né, de ressignificar a política no Brasil.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Eleições

Vamos ver, vamos aguardar". Após as falas, Huck afirmou que o contexto foi tirado e que ele não declarou apoio, por mais que nas redes sociais as pessoas tenham entendido isso.

Na votação interna que aconteceu no movimento "Agora!", o grupo pregou um lado de mais apreço para Haddad, por conta de enfatizarem "posturas antidemocráticas" por parte de Bolsonaro.

Discussão polêmica

A sinalização de apoio a Bolsonaro, que segundo Huck não ocorreu, deu o que falar nas redes sociais.

As falas do apresentador chegaram a questionar pelo fato dele ter um irmão homossexual. Com isso, através de postagem no Instagram, Luciano Huck viu-se obrigado a declarar que se manterá neutro nessas eleições.

O apresentador disse: "Mais uma vez esclareço: não vou declarar voto em nenhum dos candidatos à Presidência da República neste segundo turno". Huck afirma que será uma "resistência positiva", ressaltando qualidades como: imprensa livre, liberdades individuais e manutenção da democracia. Huck desabafou sobre o apontamento de que apoiaria Bolsonaro.

Publicidade

Veja a seguir a postagem no Instagram

Ator José de Abreu ironiza

O petista de carteirinha, José de Abreu, ironizou o posicionamento de Luciano Huck e disse que o apresentador é "pé frio", comparando-o com Mick Jagger. Abreu disse que Luciano Huck não ganhou nenhuma eleição por apoiar candidatos como Aécio Neves, Alckmin e Serra.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo