Jair Bolsonaro, presidente eleito neste último domingo, 28 de outubro, declarou através de rede social, que recebeu um telefonema do presidente americano Donald Trump. Bolsonaro também disse que recebeu telefonemas de outros políticos internacionais neste domingo. Em postagem, enfatizou a ligação do presidente americano.

Segundo o presidente eleito, através de transmissão ao vivo pelo Facebook, disse ter interesse em se aproximar do país norte-americano. Bolsonaro disse que ocorreu um conversa amigável e que Trump desejou boa sorte ao escolhido pelos brasileiros.

Um ponto que ressaltou, é que Bolsonaro quer se aproximar de outros países, porém sem o viés ideológico.

Veja a seguir a publicação no Twitter, no qual o presidente eleito comenta a ligação.

A Casa Branca não deu nenhum comunicado sobre a possível ligação de Trump ao político do PSL.

Eleição presidencial

O petista Fernando Haddad foi derrotado nas urnas neste domingo. Jair Bolsonaro conseguiu se eleger com mais de 55 milhões de votos. Na porcentagem, Bolsonaro apareceu com 55,1% dos votos úteis, contra 44,9% do petista Haddad.

A imprensa internacional também se pronunciou sobre a vitória do político. Bolsonaro, que veio fazendo campanha através das redes sociais, chegou a ser apelidado de "mito" por muitos apoiadores internautas.

No jornal americano, New York Times, a manchete foi: "Jair Bolsonaro, populista de extrema-direita, é eleito presidente do Brasil".

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Jair Bolsonaro Eleições

Além do mais, foi destacado que o Brasil fez uma mudança radical ao eleger um candidato de direita, após tantos anos com governos de esquerdistas.

O jornal espanhol "El Mundo" destacou que essa eleição é a mais importante dos últimos 30 anos. Também foi dito que o país está vivendo uma era de polarização. Sobre Bolsonaro, o jornal espanhol pontuou que o político é "autoritário", "neoliberal" e "flerta com o militarismo".

O jornal francês "Le Monde" disse que Jair Bolsonaro "promete mudar o destino do Brasil".

O jornal também destacou que Bolsonaro lidou com temas como corrupção e segurança, sendo esses os principais fatores para sua vitoria.

O jornal italiano "La Repubblica" lembrou que o político do PSL prometeu entregar de presente ao país europeu Cesare Battisti. O terrorista que está exilado no Brasil desde decisão proferida por Lula. Bolsonaro tinha dito que o mandaria de volta a Itália. O jornal também enfatizou que o vice-primeiro-ministro Matteo Salvini deu boa sorte ao então candidato.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo