Os candidatos do PSL e do PT criaram momentos de grande discussão nas redes sociais na tarde desta terça-feira (16). Tudo começou quando Jair Bolsonaro postou no Twitter que Haddad é um "fantoche de corrupto", após dizer que ele esteve presente nos governos petistas e não havia feito nada contra a corrupção. Bolsonaro criticou uma declaração de Haddad que falou sobre admitir erros cometidos pelo PT. Segundo o capitão, admitir esses erros somente agora é "conversa pra boi dormir".

Publicidade
Publicidade

Em resposta, Haddad escreveu que falar pelas redes sociais é fácil e chamou Bolsonaro para um debate frente a frente. Vale ressaltar que Bolsonaro, por orientação médica, tem evitado participar dos debates. Além disso, ele mesmo afirmou que só participaria "se achar que deve".

Rebatendo o candidato do PT, Bolsonaro chamou Haddad de Andrade e disse que "quem conversa com poste é bêbado". Ele ainda insinuou que Haddad ainda será preso igual aconteceu com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que cumpre pena em Curitiba, por corrupção e lavagem de dinheiro.

Publicidade

Haddad respondeu a Bolsonaro com uma foto de uma bancada de debate vazia e afirmou que esperava ele para confrontar ideias. O candidato do PSL pediu para que seus seguidores analisassem o plano de governo de cada um dos políticos e tirassem as próprias conclusões.

Troca de farpas

Mais cedo, os dois candidatos também tiveram outra discussão.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Eleições

David Duke, ex-líder da KKK (Ku Klux Klan), fez vários elogios a Bolsonaro dizendo que o capitão "soa como nós" e o caracterizou como forte e nacionalista.

Haddad ironizou as palavras de Duke dizendo que seu adversário estava fazendo alianças para somar forças no segundo turno. Esse grupo defende torturas e linchamentos contra negros nos Estados Unidos.

Bolsonaro rebateu e disse que recusava apoio de grupos supremacistas e pediu para que esses tipos de grupos apoiem o candidato da esquerda e não ele. Bolsonaro ressaltou que esse pessoal desconhece o povo brasileiro que é miscigenado.

Punição a assassinos

O candidato Jair Bolsonaro reiterou que caso vença a eleição vai punir com muito rigor os assassinos. Ele disse que como parlamentar já propôs penas mais severas para crimes passionais e afirmou que as mulheres são as maiores vítimas disso.

Haddad amenizou as críticas feitas por Cid Gomes, irmão de Ciro Gomes, contra o PT e disse que os dois são amigos. Segundo ele, foi uma coisa meio acalorada. Cid chegou a chamar petistas de "babacas" por ainda falarem em Lula.

Publicidade

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo