Conforme prometido quando ainda estava internado no hospital, o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro fez nesta segunda-feira (1º), pontualmente às 20h30 –mesmo hora em que começa a propaganda eleitoral gratuita na televisão–, uma transmissão ao vivo nas redes sociais. A transmissão, que durou cerca de 20 minutos, chegou a ser acompanhada simultaneamente por mais de 130 mil pessoas.

Acompanhado do filho Flávio, o presidencial do PSL rebateu as acusações sobre acabar com o 13º salário e outros direitos trabalhistas, comentou sobre as manifestações, contra e a favor, do último final de semana, e falou sobre as possibilidades de participar do debate da próxima quinta-feira (4), o derradeiro antes do primeiro turno.

Publicidade
Publicidade

Bolsonaro começou a transmissão citando a quebra de sigilo da delação premiada feita pelo ex-ministro Antônio Palocci, que revelava esquemas de corrupção no governo do PT e também agradeceu as manifestações de apoio espontânea que teve neste domingo, prometendo ainda fazer uma transmissão ao vivo até a próxima sexta-feira (5), antevéspera das Eleições.

Mentiras

Bolsonaro também criticou seus adversários na corrida presidencial, que aproveitaram o momento que ele estava internado para espalhar boatos.

A crítica, sobretudo, foi dirigida do candidato do PSBD, Geraldo Alckmin, que lhe acusou de querer acabar com o 13º salário. “Mentira, calhordas, mentirosos. Eu nunca falei isso. Pegue um áudio meu, veja se isso está no meu programa de governo”. Ele ainda disse que o tucano não entende nada de Constituição, que garante o 13º salário. “Quem seria o maluco de querer acabar com o 13º”, disse ele.

Vai ao debate?

O candidato ainda não sabe se poderá participar do debate da Rede Globo, na próxima quinta-feira (4).

Publicidade

Ele disse que ainda aguarda uma resposta dos médicos do hospital Alberto Einstein. “Estou fazendo de tudo para comparecer no debate de quinta-feira. Só não comparecerei se os médicos me proibirem para tal. Ainda me convalesço dessa tentativa de homicídio de um bandido que esteve a serviço só não sei de quem”, disse.

Agradeceu as manifestações

Ele iniciou a transmissão agradecendo as manifestações de apoio deste domingo. “Eu quero agradecer as famílias que compareceram.

Homens e mulheres. Mulheres que não se deixam levar por essa historinha da esquerda de que sou contra as mulheres”. “Estamos juntos nesse barco. Esse Brasil é nosso, não é do PT”, disse.

Bolsonaro criticou a Rede Globo por ter dado mais ênfase às manifestações negativas. “Do movimento 'Ele Não’, no sábado, o Jornal Nacional deu quase 15 minutos de destaque, dizendo que o mundo todo se manifestou, no dia seguinte com gente do Brasil todo (manifestando a favor), deu mais ou menos quatro minutos.

Publicidade

Mas não tem problema, a verdade hoje em dia não pode ser escondida porque temos as mídia sociais.

Ele deu também detalhes sobre o atentando que sofreu. “A faca cortou em três lugares do intestino fino e em um do intestino grosso”, revelou. Ele disse ainda que perdeu dois litros de sangue e foi salvo ainda em Juiz de Fora. “Juiz de Fora é minha segunda-cidade natal”, disse o candidato, agradecendo aos enfermeiros e aos médicos que o atenderam. “Vocês salvaram a minha vida. Estou vivo por um milagre”, disse Bolsonaro prometendo fazer uma visita. Ele disse ainda que em nenhum instante, após o atentado, pensou em desistir.

Publicidade

Privatizações

Ele negou que irá privatizar empresas dos setores estratégicos, como o sistema elétricos e bancos estatais e que irá colocar gente competente para gerir as estatais e não indicadas por grupos políticos. “FURNAS, Banco do Brasil, Caixa Econômica, dentre outras, não serão privatizadas”, afirmou.

Nordeste

A região nordeste é a única onde o candidato do PT, Fernando Haddad, lidera em alguns estados, porém Bolsonaro afirmou que existem eleitores do Partido dos Trabalhadores que estão passando para seu lado. “Ouso a dizer, teremos uma grande surpresa no nordeste. Uma surpresa positiva”. Ele disse que os necessitados irão continuar recebendo o Bolsa Família, mas que irá combater as fraudes.

Por fim, ele disse que irá unir novamente o povo brasileiro que a esquerda destruiu. “Um só coração. Verde e amarelo. Vamos unir todos”, finalizou.

Leia tudo