Na corrida para ser elegerem ainda no primeiro turno, os candidatos à presidência da República tiveram que desembolsar dinheiro para investir nas suas campanhas eleitorais.

O candidato Jair Bolsonaro, do PSL, que obteve 46% dos votos válidos, gastou R$ 1,2 milhão em sua campanha, isso significa que ele investiu apenas R$ 0,03 por voto conquistado no primeiro turno das Eleições. Já o seu, ainda, rival, Fernando Hadadd, do PT, que alcançou 31,3 milhões de eleitores, desembolsou cerca de R$ 0,38 por cada voto válido, ou seja, mais ou menos 12 milhões de reais, todavia o valor sobe para 0,99, se adicionados os R$ 19.118.635,26 gastos na campanha do ex-presidente Lula, que teve sua candidatura rejeitada pela Justiça Eleitoral.

Tanto Bolsonaro quanto Hadadd continuam no pleito para ocupar o lugar como presidente do Brasil no segundo turno, que ocorrerá dia 28 de outubro.

Bolsonaro apenas desembolsou mais dinheiro na campanha de primeiro turno do que o Cabo Daciolo (Patriota), que conquistou 1.349.483 votos válidos, gastando apenas R$ 802,92. Daciolo, foi o presidenciável que teve o menor gasto na campanha.

Entretanto, também houve campanhas do primeiro turno mais caras e menos eficientes, que foram dos candidatos: Henrique Meirelles (MDB) e Geraldo Alckmin (PSDB) que gastaram mais de R$ 50 milhões.

Meirelles chegou a desembolsar cerca de R$ 41,24 por cada um dos seus 1.289.896 votos conquistados, investindo no total de R$ 53.197.267,24. Já Geraldo, desembolsou R$ 51.595.607,44, para 5.102.873 eleitores, isto é, gastou R$ 10,11 para cada.

Guilherme Boulos (PSOL), Álvaro Dias (Podemos) e João Goulart Filho (PPL) gastaram cerca de R$ 14.000,00.

No geral, as 13 campanhas gastaram cerca de R$ 162.458.158,15, fazendo que o voto dos 100 milhões de eleitores custasse R$ 1,51.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Eleições

Como Jair Bolsonaro (PSL) e o Cabo Daciolo (Patriota) gastaram tão pouco em suas campanhas

O uso da internet, o engajamento e impulso nas redes sociais e a mídia espontânea favoreceram Bolsonaro e Daciolo a fazerem as campanhas mais baratas entre todos os presidenciáveis no primeiro turno.

Daciolo ganhou autoridade e viu o número do seu eleitorado crescer, quando fizeram memes de acordo com seu discurso, que se inicia com "Glória Deus" e também por conta dos seus "21 dias meditando no monte".

Enquanto, Bolsonaro ganhou mídia, principalmente após a facada que recebeu em seu comício em Minas Gerais, nem mesmo movimentos contrários pararam o crescimento de sua campanha eleitoral.

Todos esses dados foram levantados pela Veja com base em informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo