Na noite desta quinta-feira, o candidato Fernando Haddad (PT), esteve no Recife-PE, onde ele fez um comício para milhares de simpatizantes. Em seu discurso, o petista voltou a afirmar que está confiante na vitória nas urnas no próximo domingo 28 de outubro. Ele também disse que Jair Bolsonaro (PSL), não vai ter opositores, pois ele não será eleito presidente do Brasil. O discurso do candidato petista ocorreu depois da divulgação das pesquisas do Datafolha para presidente da República, de acordo com as informações, a diferença do candidato do PSL para o candidato do PT caiu de 18 para 12 pontos.

Publicidade
Publicidade

Em seu comício acalorado Haddad, voltou a dizer que muitos eleitores estão sendo conduzidos ao erro, em votar num candidato completamente despreparado e que não tem amor pelo povo para governar o Brasil. O petista também pediu para que seus militantes tentem convencer os eleitores de Bolsonaro a mudar de intenção.

''Arregão''

Ainda durante o comício, o petista referiu-se ao seu adversário como ''arregão'' pelo fato de Bolsonaro não participar do debate que estava marcado para acontecer na noite de sexta-feira (26), na rede Globo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Eleições

Vítima de uma facada no dia 6 de setembro de 2018, o candidato Jair Bolsonaro alegou que não teria condições de saúde para participar do debate. Ele já havia faltado no debate do primeiro turno das Eleições pelo mesmo motivo. Durante o comício, o clima de entusiasmo foi interrompido com vaias para o pronunciamento do atual prefeito do Recife, Geraldo Julio, e do governador eleito Paulo Câmara, ambos estão ligados ao PSB, e foram hostilizados com gritos de "fora, golpistas''.

Publicidade

Durante o episódio, Haddad tentou esfriar os ânimos dos militantes.

Em uma estratégia determinada pelo PT, o PSB foi impedido de dar a apoio ao candidato Ciro Gomes (PDT), em troca, o partido dos trabalhadores prometeu apoiar a candidatura de Paulo Câmara e desistir de lançar a candidatura da petista Marília Arraes para o cargo de governadora do estado de Pernambuco.

O momento de maior euforia foi quando o candidato petista lembrou aos militantes, que no próximo sábado uma pessoa ligada a ele estará de aniversário.

Na ocasião os militantes petistas entenderam que essa pessoa seria Lula e começaram gritar o seu nome. Liderados por Haddad, a militância do PT começou a cantar ''parabéns para você'' ao ex-presidente que se encontra preso na carceragem da Polícia Federal em Curitiba-PR. No fim Haddad prometeu que pretende entregar as imagens para Lula como homenagem.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo