Após 24 horas de ter sido eleito o mais novo presidente do Brasil, o capitão reformado Jair Messias Bolsonaro, filiado ao PSL, afirmou categoricamente que tem como objetivo oferecer ao juiz federal Sérgio Moro uma cadeira cativa junto ao STF (Supremo Tribunal Federal) ou ainda no Ministério da Justiça do Brasil.

Como é do conhecimento da ampla maioria, o juiz paranaense foi o chefe de uma equipe de procuradores e o principal responsável pela Operação Lava Jato, que ficou sendo conhecida por dar combate à prática da lavagem de dinheiro e propina nas mais diferentes esferas da vida pública e política do país.

Jair Bolsonaro oferecerá cargo a Sergio Moro

Bolsonaro anunciou publicamente a sua intenção nesta segunda-feira (29) através da Rede Record de televisão do bispo Edir Macedo, que o apoiou desde o 1º turno das eleições presidenciais 2018.

O novo presidente eleito do Brasil disse que intenciona conversar em breve com Moro para que assim tenha a oportunidade de lhe oferecer uma cadeira no STF ou até no Ministério da Justiça.

Jair Bolsonaro tem em mãos o poder constitucional garantido por mais de 57 milhões de votos recebidos, possibilitando que no transcorrer do seu mandato (de 2019 até 2022), ele indique dois indivíduos para o cargo de ministro do STF.

No que diz respeito à composição do ministério no novo governo para o próximo ano, Jair fez questão de deixar claro que alguns nomes que estão sendo ventilados publicamente sequer foram cogitados por ele próprio enquanto líder máximo do Brasil.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Jair Bolsonaro

Isto é, como frisou Bolsonaro, há nomes que estão sendo ventilados por muitos; porém, os quais ele nunca ouviu falar uma vez sequer ou que nem conversaram com ele. Segundo o candidato eleito do PSL, algumas dessas pessoas foram à casa dele e, logo depois do encontro, acabaram se lançando para a sociedade.

Tais pessoas podem sim se considerar fora do governo, pois caso tivesse ocorrido algum tipo de conversa em prol desse objetivo, nenhuma dessas pessoas poderia abrir uma informação tão sigilosa para quem quer que fosse.

Condenações estabelecidas pela Lava Jato

Sérgio Moro fico sendo conhecido de Norte a Sul do Brasil na medida em que condenou vários políticos por práticas de corrupção e abuso do poder econômico. O mais famoso desses condenados sem sombra de dúvidas foi o ex-presidente da República de 2003 a 2010, Luiz Inácio Luda da Silva, o qual se encontra preso desde o mês de abril na cidade de Curitiba por lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

Alguns outros presos famosos em fases distintas da Operação Lava Jato foram o ex-ministros Antonio Palocci Filho (Fazenda e Casa Civil nos governos Lula e Dilma Rousseff), e também o empresário Marcelo Odebrecht. As detenções em questão foram frutos da participação dessas pessoas em atos ilícitos, cujas investigações aconteceram por meio do MPF (Ministério Público Federal) e PF (Polícia Federal) ao longo de anos mais recentes.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo