Nesta sexta-feira (19), a chefe do Ministério Público Federal, Raquel Dodge, enviou parecer a respeito de um pedido feito pela jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, que queriam que o ex-presidente Lula, condenado por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa, pudesse conceder entrevistas, mesmo que de dentro da cadeia.

A procuradora-geral da República, em seu parecer, ressaltou a importância da liberdade de imprensa, porém deixou claro que há certas situações em que há total liberdade em proibir que presos concedam entrevista.

Publicidade
Publicidade

Dodge negou o pedido da jornalista, e Lula não poderá se manifestar de dentro da carceragem da Polícia Federal em Curitiba, Paraná.

De forma clara, Raquel Dodge explicou que a finalidade da prisão é a de que o detento cumpra a pena com "discrição e sobriedade". Além do mais, Dodge enfatizou que Lula está em pleno cumprimento da pena e que o ex-presidente não é um comentarista político.

A procuradora disse que sua decisão é compatível com a ordem jurídica do país e que Lula tem sua liberdade restrita, tanto por áudio e vídeo.

Ainda no início desse mês, jornalistas também tentaram entrevistar Lula, porém o presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli, negou o pedido.

O portal O Antagonista questionou o fato de Lula utilizar as redes sociais para dar recados. Com a fala de Dodge, o site de opinião política deixou no ar se Lula deveria ser proibido de utilizar outros meios de comunicação como o Facebook e Twitter.

Lula cumpre pena e acompanha campanha política

O ex-presidente está preso desde o dia 7 de abril de 2018.

Publicidade

Lula foi apontado pelo MPF como o chefe de uma organização criminosa. No momento, o representante do PT é o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, que é candidato à presidência do Brasil. Haddad, por algumas vezes foi visitar Lula na cadeia para pedir orientação de campanha.

O segundo turno das Eleições presidenciais ocorre no dia 28 de outubro. Bolsonaro aparece com ampla vantagem nas pesquisas de intenções de votos. No primeiro turno, o candidato do PSL venceu com mais de 40% dos votos úteis.

Leia tudo