Nos últimos dias vem circulando pelas redes sociais, a suposta informação de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o qual se encontra preso na carceragem da Polícia Federal de Curitiba, teria sido autorizado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a conceder uma entrevista para a Rede Globo, no próximo sábado, 27 de outubro, um dia antes das Eleições e após o término da propaganda eleitoral.

Uma nota divulgada pela assessoria do STF descartou qualquer possibilidade para autorizar Lula a conceder entrevistas.

Publicidade
Publicidade

No entanto, a assessoria afirmou que no momento está analisando o pedido de reclamação 32035, que se refere à solicitação do Jornal ''Folha de São Paulo'' para entrevistar o ex-presidente. Além deste, segue em análise o pedido 31965, para que Lula seja entrevistado pelo jornalista Florestan Fernandes Júnior do portal ''Por Dentro da Mídia''.

Em 28 de setembro, o ministro Ricardo Lewandowski autorizou que Lula fosse entrevistado por ambos. No entanto, a decisão acabou sendo suspensa por seu colega, o ministro Luiz Fux, que suspendeu a liminar 1178.

Em 1º de outubro, Lewandowski voltou a autorizar para que Lula fosse entrevistado na cadeia, mas dessa vez o pedido foi derrubado pelo presidente do STF Dias Toffoli, que decidiu manter a medida de Fux em proibir a íntegra.

A notícia que circula pelo WhatsApp afirma que Lula estaria se preparando para a íntegra e decorando as perguntas que pretende responder e dizer que foi o próprio partido de Jair Bolsonaro que arquitetou o ataque contra o candidato do PSL. A mensagem diz ainda que Bolsonaro incentiva o ódio e a violência e que vai perseguir os mais necessitados.

Publicidade

Verdade ou mentira?

Segundo informações de especialistas do site ''E-farsas'', a mensagem analisada apresenta erros grotescos de informação, em um dos trechos o autor afirma que a entrevista bombástica está marcada para o dia 27 de outubro, logo após o horário eleitoral, mas de acordo com informações do STF, o horário eleitoral vai terminar no dia 26 de outubro.

O que mais chama a atenção está relacionado sobre a autorização da Justiça para a entrevista.

Além do WhatsApp, a notícia falsa, também teria sido publicada no site de notícias denominado de Ursal Brasil. De acordo com a verificação, o site foi hospedado na internet no dia 11 outubro de 2018. Outro ponto curioso está relacionado ao fato de que, durante a publicação da matéria, o Ursal Brasil não apresentou nenhuma prova comprovando que o ex-presidente seria realmente entrevistado. Sendo assim, o E-farsas concluiu que a informação de que Lula foi autorizado a dar entrevista um dia antes do 2º turno, é falsa.

Publicidade

Leia tudo