O primeiro turno das Eleições ocorrerá no próximo domingo (7). Os eleitores terão de eleger presidente da República, governadores, senadores, deputados estaduais e deputados federais.

Acontece que, segunda a diretora do Ibope Inteligência, Marcia Cavallari, cerca de um terço dos votantes ainda não cita candidato. Logo, é impossível saber com precisão o resultado das eleições antes que estas aconteçam.

Isto pode se dar ao fato de que, uma parcela considerável dos eleitores ainda não tem um voto predefinido.

Conheça as propostas dos 5 principais candidatos à presidência, baseando-se em documentos divulgados por seus respectivos partidos.

Jair Messias Bolsonaro (PSL)

Segurança: O candidato promete reduzir a maioridade penal de 18 para 16 anos, além de facilitar a aquisição de armas por meio de uma revisão do Estatuto do Desarmamento.

Pretende, também, dar imunidade aos militares e visa uma atuação mais ampla das Forças Armadas.

Saúde: Bolsonaro propõe reforçar saúde bucal das gestantes, visando diminuir a taxa de mortalidade infantil e pretende incluir profissionais de Educação Física no programa de Saúde da Família.

Educação: Em dois anos, o candidato pretende criar escolas militares em todas as capitais brasileiras e promete o fim da progressão continuada, tal como a retirada do pensamento de Paulo Freire das salas de aula. Além disso, defende o fortalecimento no ensino das ciências exatas e Língua Portuguesa.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Eleições

Fernando Haddad (PT)

Segurança: Contrapondo-se ao pensamento de Bolsonaro, o candidato defende o controle de armas, assim como a criação do Sistema Único de Segurança Pública (SUSP) e escolas penitenciárias.

Saúde: Haddad propõe a revogação do teto de gastos para a saúde e formulou uma implantação total do SUS.

Educação: Pretende criar programas que assegurem que todas as crianças, entre 4 a 17 anos, estejam frequentando a escola regularmente.

Além disso, propõe um convênio entre Estados e Distrito Federal que visa responsabilizar o governo federal pelas escolas situadas em locais de alta vulnerabilidade.

Ciro Gomes (PDT)

Segurança: Ciro propõe a transferência de detentos de alta periculosidade para penitenciárias federais. Defende a criação de um órgão nacional que vise a proteção a testemunhas e a implementação de medidas para prevenir a violência contra a população feminina.

Promete aumento do efetivo da Polícia Federal.

Saúde: Fortalecimento do SUS. Sugere um programa de premiação aos postos de saúde e hospitais bem avaliados, tal como uma melhoria na infraestrutura dos hospitais situados no interior dos estados. Defende um estímulo à formação de médicos generalistas.

Educação: Promete reduzir a taxa de evasão escolar e a criação de creches que operem em período integral, tal recompensa mensal aos alunos de escola pública que obtiverem boas notas e frequência satisfatória.

Geraldo Alckmin (PSDB)

Segurança: Geraldo propõe a criação de uma guarda nacional que seja subordinada às Forças Armadas e a flexibilização do porte de arma civil no campo. Promete a construção de novos presídios por meio de PPPs.

Saúde: Pretende reabrir cerca de 23 mil leitos que se encontram fechados por falta de recursos, tal como corrigir a tabela do SUS e cobrar R$ 2 bi das seguradoras de saúde.

Educação: Procurará garantir que todas as crianças estejam alfabetizadas até 2027 e dará prioridade ao ensino básico.

Marina Silva (REDE)

Segurança: Assim como Haddad, defende a criação do SUSP. Propõe o investimento em ferramentas de inteligência, tal como uma política que vise o controle de armas, que trará responsabilização em casos de tráfico, desvio e porte ilegal.

Saúde: Visa o estabelecimento de metas para o SUS, assim como uma constate avaliação de desempenho do sistema. Dará foco à atenção básica, garantindo melhoria no primeiro nível de atendimento e no combate à doenças.

Educação: Propõe valorização dos professores, garantindo formação e remuneração digna, além da implementação do Plano Nacional de Educação e fortalecimento da educação infantil.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo