O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do candidato à Presidência Jair Bolsonaro, criticou o petista Fernando Haddad. As críticas foram após Haddad avaliar que Bolsonaro estaria fugindo dos debates presidenciais. Com isso, Eduardo, que foi o deputado federal mais votado, disse que seu pai tem armas de sobra para atacar o representante petista.

Nas declarações dadas por Eduardo, ele disse que Boslonaro ir aos debates com Haddad seria o mesmo que "bater em cachorro morto", evidenciando que seu pai está a frente das pesquisas eleitorais e tem grandes chances de ganhar a vaga na Presidência da República.

Bolsonaro ganhou o primeiro turno com mais de 40% dos votos úteis e segue liderando a disputa. O dia 28 de outubro será decisivo para o Brasil.

Em comparação com Geraldo Alckmin, Eduardo Bolsonaro disse que Haddad está desesperado e que caiu no mesmo erro que o tucano, segundo ele, "caiu no ridículo". Outro ponto que Eduardo apontou foi para um suposto distanciamento do ex-presidente Lula: "Até o ex-presidente Lula está se distanciando dele, porque sabe que a derrota dele é certa", disse. O deputado federal que ganhou com mais de 1,8 milhões de votos avalia que a realidade é que Haddad não consegue decolar.

Deputado apontou acusações que Haddad responde na Justiça

Eduardo Bolsonaro evidenciou que Fernando Haddad responde por crimes de corrupção, formação de quadrilha e lavagem de capitais. Além do mais, o político disse que o concorrente do seu pai está no partido que mais tem políticos presos. O líder do PT, o ex-presidente Lula, responde pelo crime de organização criminosa e está na cadeia desde abril.

Em tom de aviso, Eduardo disse que o eleitor tem que ser muito ingênuo para votar no Haddad, pois é um político sem credibilidade.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Lula

Negociações com políticos de outros partidos

Além de criticar Haddad, Eduardo comentou da negociação que está sendo articulada com parlamentares de outros partidos para fazer a bancada do PSL mais forte. Segundo o deputado, o Delegado Waldir (PSL-GO) está sendo responsável pela busca de novos parlamentares. Após as Eleições, a bancada do PSL conta com 52 integrantes. Bolsonaro transformou um partido pequeno em um "gigante" e conseguiu emplacar diversos aliados para cargos no governo.

Após a eleição, caso seja escolhido presidente, o filho de Bolsonaro disse que o pai estará dando prioridade a pauta de economia e segurança. O objetivo é que o início do mandato dê andamento para a Reforma da Previdência e Tributária.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo