Desde que ocorreu a agressão contra o candidato à Presidência Jair Bolsonaro, ninguém conhece quem é o financiador da defesa do criminoso Adelio Bispo de Oiliveira. O crime ocorreu em setembro e marcou a trajetória do político do PSL, que foi obrigado a abandonar a campanha eleitoral para tratar do grave ferimento na região do abdômen. No momento, Jair Bolsonaro encontra-se com a saúde estável.

Nesta quinta-feira, 25 de outubro, e próximo as eleições presidenciais, foi noticiado que o financiador misterioso da defesa de Adelio Bispo simplesmente sumiu, sem pagar a conta.

Publicidade
Publicidade

As informações são do portal Metrópoles, dadas pelo próprio advogado que cuida da defesa, Zanone de Oliveira.

O advogado afirmou que devido ao misterioso financiador, que apenas ele sabe a identidade, terá que abandonar a defesa do criminoso. Logo após o atentado, rapidamente advogados foram incluídos no caso, porém o responsável pela contratação dos profissionais não teve a identidade revelada, causando diversos rumores e comentários entre a população.

Segundo Zanone, após o financiador receber ameaças, não entrou mais em contato e simplesmente sumiu. O profissional disse que agora é preciso ver quem irá bancar a conta.

A única informação dada sobre a identidade do indivíduo, é que o financiador era alguém que conheceu Adelio a partir de uma igreja evangélica. Entretanto, se essa pessoa não mais aparecer, os honorários dos advogados não serão pagos e o agressor ficará sem defesa na Justiça.

Após atentado

O advogado Zanone de Oliveira disse, na época em que assumiu a defesa, que os pagamentos dos advogados vinham de uma igreja de Montes Claros, Minas Gerais.

Publicidade

A cidade era onde Adelio morava e tinha família, porém o nome da instituição não foi revelado. Até o momento, a identidade do financiador é um mistério.

Próximo as eleições

O candidato do PSL, Jair Bolsonaro, se prepara para encarar o segundo turno com o petista Fernando Haddad no próximo dia 28 de outubro. Bolsonaro aparece na frente das pesquisas de intenções de votos e tem ampla vantagem perante o petista.

Advogado defendeu presos polêmicos

Zanone de Oliveira defendeu outros presos que chamaram atenção na mídia, um deles é o ex-policial civil, Marcos Aparecido dos Santos.

No caso, Marcos era conhecido como Bola e participou do assassinato da modelo Eliza Samudio, a ex-namorada do goleiro Bruno.

Na resolução do caso, o goleiro, que na época jogava no Flamengo, foi condenado em 22 anos de prisão por homicídio e ocultação de cadáver.

Leia tudo