O ex-prefeito de São Paulo e candidato ao Planalto pelo PT, Fernando Haddad, sentiu na pele as declarações polêmicas de seus aliados e acabou tendo uma surpresa desagradável nas pesquisas eleitorais. Sua rejeição disparou e a distância entre ele e o primeiro colocado, Jair Bolsonaro (PSL), aumentou gradativamente. Para piorar para o petista, o juiz federal Sérgio Moro tirou sigilo de parte da delação do ex-ministro Antonio Palocci e casos de esquemas fraudulentos de corrupção que envolvem o PT acabaram ficando em evidência.

Publicidade
Publicidade

Entre as polêmicas que podem ter contribuído para a rejeição de Haddad, estão declarações do ex-ministro José Dirceu. Em uma entrevista, ele afirmou que seria "questão de tempo para o PT tomar o poder". A senadora e presidente da legenda, Gleisi Hoffmann, também defendeu o indulto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, caso Haddad vença a eleição. Entretanto, o próprio candidato negou que faria isso, porque Lula, segundo ele, quer sair da cadeia por méritos judiciais e não por ajuda de presidente.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Sergio Moro Lula

O que se notou foi um embate de ideias que não foram bem combinadas.

Um outro tema que causou grande estranheza e foi levado no debate da Rede Record, no domingo (30), foi uma possível convocação de uma assembleia constituinte. O candidato do PDT, Ciro Gomes, perguntou a Haddad sobre esse fato e criticou essa tentativa dizendo que não é prerrogativa do presidente da República convocar Constituinte. Vale ressaltar que isso aconteceu na Venezuela com Hugo Chávez quando assumiu o poder no país.

Publicidade

Poder Judiciário

O juiz federal Sérgio Moro também tomou uma decisão que foi muito criticada pelo PT. Ele tirou o sigilo de parte da delação de Antonio Palocci. Dessa forma, ficaram sendo divulgados na imprensa vários crimes supostamente cometidos por Lula e sua equipe. Palocci citou que o ex-presidente participou de um esquema irregular de indicações para a Petrobras. Segundo o ex-ministro, Lula indicou Paulo Roberto Costa para a Petrobras a fim de garantir ilicitudes na estatal.

Entre várias coisas citadas em depoimento por Palocci, estão retiradas do dinheiro do pré-sal para a campanha petista e 900 medidas provisórias editadas nos quatro governos do PT envoltas no favorecimento de propinas.

Rejeição

Haddad viu que sua rejeição aumentou de 27% para 38% na última pesquisa do Ibope e de 32% para 41% no Datafolha. Jair Bolsonaro também teve um pequeno aumento em sua rejeição, talvez por declarações feitas pelo seu vice Antonio Hamilton Mourão sobre o 13ª salário.

Publicidade

Um outro ponto que pode ter causado a rejeição de Haddad, foi quando Dirceu falou que defenderia a retirada de poderes do Ministério Público Federal (MPF) e do Supremo Tribunal Federal (STF), numa entrevista ao jornal El País.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo