O general Antonio Hamilton Mourão, vice da chapa do candidato do PSL, Jair Bolsonaro, decidiu não seguir as recomendações do senador eleito Major Olímpio (PSL) para evitar qualquer apoio ao candidato do PSDB ao governo de São Paulo, João Doria. Mourão participou de um encontro com o tucano e expressou seu apoio a ele. Uma foto tirada entre eles foi divulgada.

Dirigentes do PSL ficaram irritados com a manifestação de Mourão e disseram que ele só atrapalha.

Segundo Major Olímpio, presidente do PSL em São Paulo, Mourão não consegue trazer nenhum voto a Bolsonaro, contudo, é só abrir a boca que ele consegue arrancar um punhado.

Doria tem declarado apoio a Jair Bolsonaro independente da decisão do PSDB, que se declarou neutro nessa disputa. As próprias declarações do candidato ao governo de São Paulo mudaram para um tom mais forte conforme tem sido a campanha de Bolsonaro.

Na noite desta quarta-feira (17), general Mourão declarou seu apoio a Doria e tirou foto com o candidato. O presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, Cauê Macris, divulgou uma foto entre eles nas redes sociais. O vice da chapa de Bolsonaro aparece fazendo sinal de "acelera" com as mãos, que é o slogan da campanha de Doria. Cauê marcou na foto o candidato Jair Bolsonaro e colocou as hashtags: #acelera e #Bolsodoria.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Eleições

Gerou desconforto

João Doria declarou que quer Bolsonaro como presidente já que vê o PT como um grande inimigo. No entanto, seu apoio gerou certos desconfortos para dirigentes do PSL. Na sexta-feira (12), Doria chegou a viajar para o Rio de Janeiro na tentativa de se encontrar com Bolsonaro e gravar um vídeo junto com ele. Mas não foi recebido. O candidato do PSL chegou a dizer que não sabia desse encontro, pois não foi combinado com ele.

Major Olímpio é um dos grandes opositores de Doria e segundo as informações, foi ele quem impediu esse encontro.

Declarações de Mourão

Em decorrência de algumas declarações feitas recentemente, Mourão foi desautorizado por Bolsonaro a fazer qualquer tipo de comentário em público. Suas falas não têm sido bem vistas pelas pessoas devido a sua forma de interpretar ou explicar certos casos.

Ele chegou a fazer declarações sobre o décimo terceiro salário e depois falou que foi mal interpretado. Citou uma nova Constituição e foi reprimido por Bolsonaro quando este foi no Jornal Nacional dar entrevista.

De acordo com Bolsonaro, Mourão deu umas "caneladas". Porém, o candidato ao Planalto falou que quem vai decidir tudo será o presidente e não o vice.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo