Candidato a vice na chapa de Jair Bolsonaro (PSL), o General Hamilton Mourão voltou a dar declarações fortes nesta terça-feira (16), ao comentar sobre a atitude do senador eleito do Ceará, Cid Gomes, irmão do presidenciável Ciro Gomes, na noite anterior. Para o militar, a esquerda só é unida na cadeia, porque é obrigada a andar junta.

O General ratificou as palavras de Cid, afirmando que o Partido dos Trabalhadores cometeu um erro ao lançar Lula, mesmo sabendo que não poderia concorrer, a ter que lançar outra liderança.

Publicidade
Publicidade

"Perderam quatro meses nesta discussão patética de Lula candidato”, disse o vice de Bolsonaro, que ainda analisou que a disputa será mais acirrada se o candidato apoiado pelo PT fosse Ciro Gomes, que no primeiro turno ficou em terceiro lugar na corrida eleitoral, com 12,47% dos votos válidos.

Mourão aponta Ciro como um candidato mais competitivo que Fernando Haddad, que na sua visão não tem o “tamanho nacional” e “não é unanimidade dentro do partido”, além de apontar certa timidez. “Se o PT tivesse fechado com Ciro, ele teria mais visibilidade”, analisou.

Amenizou críticas e disse que é amigo pessoal

Duramente criticado por Cid Gomes na noite da última segunda-feira (15), em um ato político, que curiosamente era a seu favor, o candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, preferiu amenizar as críticas feitas pelo senador eleito e disse que não ficará comentado o assunto, mesmo porque tem uma “amizade especial com Cid”. A declaração foi dada na manhã desta terça-feira (16), em entrevista a jornalistas, onde o ex-prefeito de São Paulo afirmou ainda que prefere “sempre olhar o lado positivo”.

Publicidade

Entenda o caso

Em um evento de campanha de Haddad, Cid Gomes tomou a palavra e disse que o “PT vai perder feio a eleição” e que os petistas devem pedir desculpas e “reconhecer que fizeram muita besteira”. Um dos motivos apontados pelo senador eleito para o Partido dos Trabalhadores perder as Eleições é que o PT achou que era dono do país. “Brasil não aceita ter dono”.

Vaiado após as críticas, ele ainda disse que o PT é o culpado pelo surgimento de Jair Bolsonaro, líder nas pesquisa eleitorais no segundo turno e que no primeiro teve mais de 46% dos votos válidos.

Coordenador de campanha de Haddad no Ceará, o deputado federal José Guimarães considerou desrespeitosa a fala de Cid Gomes e que sua declaração só gerou “incerteza e desconfiança na campanha da nossa vitória”.

Leia tudo