Candidato a vice na chapa de Jair Bolsonaro (PSL), o General Hamilton Mourão voltou a dar declarações fortes nesta terça-feira (16), ao comentar sobre a atitude do senador eleito do Ceará, Cid Gomes, irmão do presidenciável Ciro Gomes, na noite anterior. Para o militar, a esquerda só é unida na cadeia, porque é obrigada a andar junta.

O General ratificou as palavras de Cid, afirmando que o Partido dos Trabalhadores cometeu um erro ao lançar Lula, mesmo sabendo que não poderia concorrer, a ter que lançar outra liderança.

"Perderam quatro meses nesta discussão patética de Lula candidato”, disse o vice de Bolsonaro, que ainda analisou que a disputa será mais acirrada se o candidato apoiado pelo PT fosse Ciro Gomes, que no primeiro turno ficou em terceiro lugar na corrida eleitoral, com 12,47% dos votos válidos.

Mourão aponta Ciro como um candidato mais competitivo que Fernando Haddad, que na sua visão não tem o “tamanho nacional” e “não é unanimidade dentro do partido”, além de apontar certa timidez. “Se o PT tivesse fechado com Ciro, ele teria mais visibilidade”, analisou.

Amenizou críticas e disse que é amigo pessoal

Duramente criticado por Cid Gomes na noite da última segunda-feira (15), em um ato político, que curiosamente era a seu favor, o candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, preferiu amenizar as críticas feitas pelo senador eleito e disse que não ficará comentado o assunto, mesmo porque tem uma “amizade especial com Cid”. A declaração foi dada na manhã desta terça-feira (16), em entrevista a jornalistas, onde o ex-prefeito de São Paulo afirmou ainda que prefere “sempre olhar o lado positivo”.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Jair Bolsonaro Eleições

Entenda o caso

Em um evento de campanha de Haddad, Cid Gomes tomou a palavra e disse que o “PT vai perder feio a eleição” e que os petistas devem pedir desculpas e “reconhecer que fizeram muita besteira”. Um dos motivos apontados pelo senador eleito para o Partido dos Trabalhadores perder as Eleições é que o PT achou que era dono do país. “Brasil não aceita ter dono”.

Vaiado após as críticas, ele ainda disse que o PT é o culpado pelo surgimento de Jair Bolsonaro, líder nas pesquisa eleitorais no segundo turno e que no primeiro teve mais de 46% dos votos válidos.

Coordenador de campanha de Haddad no Ceará, o deputado federal José Guimarães considerou desrespeitosa a fala de Cid Gomes e que sua declaração só gerou “incerteza e desconfiança na campanha da nossa vitória”.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo