Joaquim Barbosa, ex-presidente do STF - Supremo Tribunal Federal, declarou neste sábado (27), que seu voto será para Fernando Haddad, candidato do PT. A declaração de Barbosa logo repercutiu na internet e o nome do ex-ministro foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter. Apesar de ter sido uma surpresa para muitos, Haddad já vinha esperando esta decisão desde que terminou o primeiro turno, quando começou a fazer alianças para vencer Bolsonaro.

Através de seu perfil no Twitter, Joaquim Barbosa explicou que estava fazendo uma escolha racional e como o outro candidato 'inspira' medo, ele decidiu ficar com o do Partido dos Trabalhadores.

"Votar é fazer uma escolha racional", escreveu o ex-ministro, contando que analisou os aspectos negativos e positivos de ambos os candidatos que disputam neste segundo turno e chegou à conclusão de que, pela primeira vez em mais de três décadas, tem a sensação de medo sobre um dos candidatos, por isso decidiu votar em Haddad.

Bolsonaro reage à declaração de Barbosa

Assim que o ex-ministro fez a postagem no Twitter, o nome dele foi parar nos assuntos mais comentados da rede social e dividiu a opinião dos internautas, com uns apoiando e outros criticando.

Jair Bolsonaro decidiu reagir ao apoio de Joaquim Barbosa ao seu rival nesta corrida presidencial e fez questão de lembrar que o ex-ministro já disse que: 'Só Bolsonaro não foi comprado pelo PT'.

E o candidato do PSL não parou por aí, ainda divulgou um vídeo onde Barbosa está no julgamento do mensalão e chega a citar a questão das compras de votos que levaram à aprovação da Reforma da Previdência e Tributária.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Eleições

Neste momento, o ex-ministro disse que 'o senhor Jair Bolsonaro, do PTB, votou contra a aprovação da referida lei'.

O relator do processo do Mensalão decidiu usar o Twitter mais uma vez para rebater Bolsonaro e disse que ele não era líder e muito menos presidente do partido, além de não fazer parte do esquema do Mensalão e que só poderia julgar quem estava envolvido no processo, então, em hipótese alguma poderia tê-lo exonerado e muito menos absolvido, nem tão pouco julgado e completou dizendo que é falsa a afirmação que o candidato do PSL vem fazendo.

Haddad se encontrou com Barbosa

Assim que o segundo turno começou, o candidato do PT se encontrou com Joaquim Barbosa, mas só neste sábado é que o ex-ministro decidiu se pronunciar.

Fernando Haddad logo comemorou o importante apoio e disse que a declaração dada pelo ex-ministro é exatamente o que todos já sabem, porém, muitos têm medo de dizer.

Barbosa é filiado ao PSB, sendo que o partido já avisou que está apoiando o candidato de Lula neste segundo turno.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo