Na noite deste último domingo (28) o Brasil conheceu seu novo representante. Contando com 55,13% dos votos válidos, Jair Bolsonaro foi eleito o 38º presidente do Brasil.

Polêmico e não poupando os brasileiros de suas convicções e pontos de vista, durante sua candidatura, Bolsonaro demonstrou ser bastante ligado a fé em Deus.

Publicidade
Publicidade

Bolsonaro é eleito presidente e comemora vitória com oração em rede nacional

Ao ser anunciado como o novo presidente da República do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, que atualmente se encontra com 63 anos de idade, quebrou as tradições e diferente de seus antecessores, não se pronunciou em um cenário convencional e antes de falar para as emissoras de TV, solicitou que uma oração fosse realizada a fim de agradecer a Deus por sua conquista, bem como pedir a ajuda divina para os próximos quatro anos de seu mandato.

Miriam Leitão não concorda com atitude de Bolsonaro após vitória. (foto reprodução).
Miriam Leitão não concorda com atitude de Bolsonaro após vitória. (foto reprodução).

Muito amigo do senador e também pastor evangélico, Magno Malta, Bolsonaro e seus aliados políticos deram as mãos e oraram agradecidos pelo objetivo alcançado.

Miriam Leitão critica oração de Bolsonaro em rede nacional

Durante a oração de Malta e o depoimento de Bolsonaro após ser eleito presidente, a jornalista e comentarista econômica da Globo News, Miriam Leitão, na companhia de outros jornalistas da Rede Globo, se mostrou um tanto quanto incomodada com a postura adotada pelo candidato do PSL (Partido Social Liberal).

Publicidade

Agindo diferente dos demais candidatos eleitos no passado, Bolsonaro optou por comemorar sua vitória com uma oração, o que deixou visível o grande incômodo e certa repulsa por parte dos comentaristas da emissora da família Marinho, que trataram a atitude como sendo um ato de quebra da laicidade da Constituição.

Citando versículos presentes na Bíblia Sagrada, o presidente eleito foi amplamente criticado por Miriam Leitão, que durante o discurso de Jair Bolsonaro defendeu a tese de que separar o Estado da igreja é fundamental. Lembrando ainda que o Brasil é um Estado laico, a jornalista lamentou profundamente a postura do novo presidente.

Rede Globo perde espaço para a RecordTV

Não escondendo seu apoio ao candidato Jair Bolsonaro do PSL, a emissora do bispo Edir Macedo, RecordTV, vem ganhando certos privilégios se comparada com as demais em atuação no Brasil, como a Rede Globo.

Cobrindo a apuração dos votos, bem como fazendo a cobertura de diversas atividades pertinentes a campanha do até então candidato, a RecordTV foi a escolhida por Bolsonaro para cobrir o momento em que ele recebe o resultado das eleições, bem como para quem o mesmo se dirige para seu primeiro pronunciamento como presidente da República em rede nacional

Leia tudo