O juiz José Carlos de França Carvalho Neto, da 1ª Vara da fazenda Pública, tomou a decisão de condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao pagamento de uma multa referente a um processo que envolve uma chácara do petista localizada em São Bernardo do Campo. Na visão do juiz, Lula tentou enganar a Justiça, alterando a verdade dos fatos. O magistrado citou má-fé após órgão fiscalizador notar irregularidades cometidas por ele.

Na decisão do juiz, que foi proferida na terça-feira (09), ele afirmou que a obra teve que ser embargada por ter sido construída sem a autorização necessária.

No processo, o ex-presidente tinha se defendido dizendo que houve abuso de autoridade da prefeitura de São Bernardo do Campo. Eles teriam embargado a obra que seria feita próximo à Represa Billings. De acordo com as informações, a unidade residencial para lazer de Lula tem 380 m2 e estava sendo construída numa área de 20,5 mil metros.

O juiz disse que houve uma tentativa de engano à Justiça, já que o ex-presidente falou que não movimentaria a terra durante a obra. O petista ainda ressaltou que a tipologia que envolvia o processo para construir a obra não demandaria tal situação. Contudo, houve uma fiscalização que mostrou o contrário do que Lula havia afirmado. Teve uma movimentação de terra e a obra teve que ser embargada.

O juiz Carvalho Neto afirmou que Lula sabia que qualquer movimentação de terra deveria ser avisada ao órgão fiscalizador.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula

Entretanto, não foi o que aconteceu. Como o imóvel está localizado numa região urbana, a prefeitura ficou responsável pela licença ambiental. É importante frisar a importância da segurança e dos documentos que comprovem isso para que a construção pudesse ser continuada.

Lula pagará a multa de R$ 1 mil, que seria 10% do valor corrigido da causa.

Casa de campo

A nova casa de campo seria construída ao lado do sítio "Los Fubangos", local comprado por ele em 1990 e que foi utilizado até o ano de 2004.

O petista deixou de ir ao local após aparecerem animais mortos na região. O ministro do Gabinete de Segurança Nacional na época, aconselhou Lula a sair de lá por segurança.

Até o momento, a defesa do petista ainda não se pronunciou sobre essa decisão do juiz. O portal G1 tentou entrar em contato com a assessoria dele, mas não obteve resposta.

Prisão

Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, após ser condenado por corrupção e lavagem de dinheiro na ação penal de um triplex localizado no Guarujá.

Lula foi condenando a 12 anos e 1 mês de regime fechado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo